EXPOTIMISMO

440
A abertura da Expoleste 2019 está sendo aguardada com muita expectativa pelo público valadarense, que mais uma vez deve prestigiar o evento

Há pouco tempo, comentei que os valadarenses, com sua índole crédula, são eternos idealistas, daqueles que embarcam em promessas mirabolantes, acalentadoras de sonhos que nunca se realizam. Na ocasião, citei como exemplo a vinda da Usiminas, propalada em 1950, e da Aracruz Celulose, dada como certa em 2008, projetos que não passaram de fantasias.

Tais desilusões, entretanto, não têm conseguido abalar o ânimo da comunidade, que, mesmo nas situações adversas, mantém-se otimista e disposta a desafiar obstáculos, acreditando em bons resultados. Esse sentimento está presente nos diversos segmentos da sociedade, com destaque para o empresarial. A cidade possui um comércio ativo e diversificado, uma prestação de serviços da melhor qualidade, sobretudo nas áreas médica, odontológica e hospitalar, e uma estrutura educacional de reconhecida excelência, fatores que lhe proporcionam a autoconfiança necessária para perseguir seus ideais.

Essa estrutura não deve, nem pode, ficar oculta. É preciso que seja mostrada, não apenas por reconhecimento ao trabalho e à dedicação dos que nela atuam, mas para que seus resultados sejam exibidos no mercado, à disposição dos consumidores.

É o que neste momento acontece em Governador Valadares, no âmbito da Expoleste 2019, a mostra empresarial ontem inaugurada, com duração prevista para até o próximo domingo.

Coroando de êxito um trabalho que se iniciou no século passado, o evento chega à sua 17ª edição, coincidindo com os 80 anos da Associação Comercial e Empresarial (ACEGV), entidade que o promove, com apoio do empresariado local.

A semente foi plantada em 1985, quando a 1ª Exposição Industrial e Comercial de Governador Valadares (Expoinc) aconteceu no Parque de Exposições, em conjunto com a Exposição Agropecuária (Expoagro), esquema que se estendeu por vários anos.

Em 1998, sentindo a necessidade de separar o público empresarial dos demais visitantes do parque, a ACEGV resolveu desvincular sua feira da Expoagro, concebendo a Expoleste, que continuou sendo realizada no mesmo local, mas em época diferente.

Em 2002, graças a uma parceria entre a ACEGV, a Universidade Vale do Rio Doce (Univale) e a Fundação Percival Farquhar (FPF), surgiu o Centro de Feiras e Eventos da Univale (Unicentro), que passou a abrigar a Expoleste.

Por definição, “as feiras são uma das ferramentas de marketing mais utilizadas para a promoção de produtos/serviços, para a ampliação da carteira de clientes e para uma exposição direta junto de compradores e fornecedores. Assim, é certo que no espaço de uma feira estarão reunidos empresários, profissionais e clientes de determinada área”. Elas existem desde os primórdios da humanidade, dada a necessidade de o homem trocar os artigos que possua em excesso por aqueles que lhe faltem. Os tempos evoluíram, as práticas se modernizaram, mas, na sua essência, os objetivos do certame são os mesmos.

A Expoleste continua sendo a maior mostra empresarial do Leste mineiro. Sua importância para Governador Valadares dispensa maiores comentários. Aliás, ela já se incorporou ao calendário de eventos da cidade, estimulando a confiança e a disposição para que todos se empenhem na luta pelas conquistas que tanto almejam. É esperança de bons negócios, de mais empregos e de um crescente desenvolvimento.

Na sua última edição, a mostra apresentou resultados altamente positivos. Otimista, entusiasta e conhecedor do assunto, o presidente da ACEGV, Jackson Lemos, confia em que, também neste ano, as expectativas de êxito se confirmem, com chances de serem ultrapassadas.

Boralá, prestigiar e conferir.

por Etelmar Loureiro