Comportamentos podem melhorar?

FOTO:Divulgação.

Essa pergunta nos leva a refletir sobre o aprimoramento que alguém busca nos seus relacionamentos. Muitos desejam melhorar essa relação, e para isso apresentamos uma estratégia simples, para alcançar esse objetivo.

A questão começa por essas duas perguntes: O que foi bom? O que precisa ou pode melhorar? Você que me lê, tome-se como exemplo para exercitar esses dois questionamentos, primeiramente se colocando como receptor da avaliação. Qualquer coisa que você faça – por exemplo, a maneira de relacionar-se com os outros, em casa, no trabalho, na igreja, na rua, na escola, etc., ao realizar uma venda, fazer uma apresentação, atuar num trabalho de grupo ou reunião, participar de um evento, comportar-se em qualquer ambiente, ao olhar para si e rever os resultados – perceberá que sempre haverá formas de melhorar o que apurou. Não é o caso de ficar neurótico, criar manias e nunca vibrar nem ficar satisfeito com o que faz, mas estar consciente dos seus atos, sintonizado, atento, percebendo as reações das pessoas com as quais interage e o retorno que obtém. Essas observações você pode fazer a si mesmo ou as receber de alguém.

Assim se comportando você se mostrará uma pessoa receptiva, aberta, em constante aperfeiçoamento, que não se coloca como o dono da verdade, que se atualiza, que procura fazer o melhor, que aprende com os erros, que não se abate, que tende a obter cada vez melhor resultado nas suas ações, que sabe o que quer. Os bons resultados e a satisfação com esse comportamento é provável que virão.

Por outro lado, se é você quem tem a oportunidade de manifestar sua opinião para um terceiro, ao fazê-lo é recomendável toda cautela, para não magoá-lo. É conveniente reconhecer o empenho, dedicação, todos os esforços empreendidos e os resultados alcançados. Não atrapalhe a festa. Quando houver a oportunidade de trocar as percepções, seja sincero, coerente, respeitoso e motivador. Reconheça as qualidades, a individualidade e a criatividade que cada um traz consigo. Não seja o chato, o dono da verdade, o estraga prazeres. Mas também não se omita. Contribua. Você pode ajudar a ampliar o campo de visão de quem está ao seu redor.

Reflita sobre as frases abaixo:

“O mal de todos nós é que preferimos ser arruinados pelo elogio a ser salvos pelas críticas” (Norman Vincent Peale).   

“Se não mudarmos de direção, provavelmente terminaremos onde começamos” (Atribuído a Confúcio).

“Errei mais de 9 mil arremessos na minha carreira. Perdi mais de 300 jogos. Em 26 ocasiões acreditaram que eu ganharia o jogo no arremesso decisivo e errei. Fracassei, fracassei muito na minha vida. E é por isso que sou um vencedor” (Michael Jordan).

“O homem pertence ao lugar aonde deseja ir” (E. von Braun).

por Heldo Armond | Grupo de Apoio Amor Exigente | Coordenação local: Berta Rodrigues Teixeira | Coordenação Regional: Washington J. Ferreira/Penha | Reuniões às terças-feiras, das 19h30 às 21h30, no Colégio Franciscano Imaculada Conceição