Último suspeito de participar da morte de empresário se entrega em delegacia de JF

0
279
FOTO:Divulgação

Na manhã de ontem, 2, o suspeito de executar o empresário Maurício Miranda se entregou em uma delegacia na cidade de Juiz de Fora. Já havia um mandado de prisão expedido contra ele. Na tarde de segunda-feira, 1º, dez meses depois do assassinato, foi preso Douglas Schineider, acusado de encomendar a morte do empresário. Estão presos também o suspeito de pilotar a moto e o intermediário do homicídio. Maurício Miranda foi assassinado no dia 1º de junho de 2018. Ele foi atingido por três tiros quando saía de casa, na rua Fausto Perim, no bairro Grã-Duquesa. Na época, a esposa do empresário disse aos policiais que ele tinha dívidas com bancos e agiotas e era ameaçado pelos credores. A notícia da prisão de Douglas Schineider pegou toda a família de Maurício Miranda de surpresa, já que os dois eram amigos, sócios em um caminhão e Maurício teria sido padrinho de casamento de Douglas. O DIÁRIO DO RIO DOCE chegou a fazer uma entrevista exclusiva com a esposa da vítima, na tarde de ontem, 2, mas, após a entrevista, ela foi orientada pelo delegado que investiga o caso a não se pronunciar neste momento, porque as investigações seguem em segredo de justiça. A assessoria de comunicação da Polícia Civil também foi procurada, mas o delegado não quis se pronunciar, pois o inquérito não está concluído.