Após 10 anos, Zé Geraldo retorna a Valadares, sua terra adotiva

Filho adotivo de Valadares, Zé Geraldo retorna para reencontrar os amigos e os fãs, que poderão matar a saudade neste sábado, no Imaculada.Foto: Divulgação

Com mais de 40 anos de carreira, Zé Geraldo se consolidou como um dos grandes nomes da Música Popular Brasileira. Nascido em Rodeiro, na Zona da Mata mineira, e criado em Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, o cantor e compositor Zé Geraldo caiu na estrada cedo. Com 18 anos de idade, foi estudar e trabalhar em São Paulo, ainda com o sonho de se tornar jogador de futebol.

Mas um acidente automobilístico mudou o rumo de sua história e, com pouco mais de 20 anos, suas jogadas foram transformadas em versos e canções. Por cerca de oito anos, a vida do artista foi dividida entre os estudos, o trabalho e os palcos dos bailes da periferia paulistana nos fins de semana.

Entre 1975 e 1978 participou e foi premiado em inúmeros festivais, até gravar, em 1979, seu primeiro disco como Zé Geraldo, “Terceiro Mundo” (CBS). Ainda pela CBS lançou “Estradas” (80) e “Zé Geraldo” (81). Canções como “Cidadão”, “Como diria Dylan” e “Senhorita”, indispensáveis no repertório de seus shows, fazem parte desta primeira safra de gravações, assim como “Rio Doce”, com a qual Zé Geraldo participou do Festival MPB-Shell de 1980, e “Milho aos Pombos”, que tornou o artista conhecido em todo o Brasil no mesmo festival, promovido pela Rede Globo, em 1981.

Mesmo com essa carreira de anos, o que lhe garante uma experiência grandiosa, Zé Geraldo não esconde que está ansioso para se apresentar em Governador Valadares. “Eu não vejo a hora de chegar aí, ver a cidade, rever os amigos”, disse ao DRD, de São Paulo, onde mora.

Zé Geraldo é muito grato à cidade de Governador Valadares. Em 2013 ele recebeu o título de Cidadão Honorário e teve o reconhecimento público de sua música Rio Doce como “Hino de Valadares”. Independentemente dessa honraria, como ele define, Governador Valadares está no seu coração.

“Foi em Valadares que tudo começou, quando o Paulo César Cotta, da Banda Fire Boys, me ensinou os primeiros acordes no violão. Depois, foi em Valadares que escrevi os meus primeiros versos, e foi com esses versos e o violão que eu criei minhas filhas”, disse, ressaltando que quer ver todos os seus amigos de música e futebol lá no Auditório do Imaculada.

O seu show em Governador Valadares acontece amanhã, 18, às 21h, no Auditório do Colégio Imaculada, e será no formato voz e violão, uma composição mais intimista, onde o artista fica mais próximo de seu fiel público e faz uma viagem pelos seus grandes sucessos. A produção do evento está a cargo da Absolut Produções, empresa que agencia o artista em Minas Gerais.Ingressos: 50,00 (meia solidária). Para comprar a meia solidária é preciso levar 1 quilo de alimento não perecível, que será doado para a ONG GV Sem Fome. Informações: (33) 99957.9131 (WhatsApp).