Valadarense é vítima de golpista que clona celular e usa o whatsapp para pedir dinheiro emprestado

0
354
FOTO:Divulgação

Um golpe contra os usuários do serviço de troca de mensagens instantâneas whatsapp está se tornando cada vez mais comum. Criminosos digitais têm invadido contas do aplicativo e pedido dinheiro emprestado em nome das vítimas. Os criminosos se passam pelo dono da conta e pedem dinheiro à lista de contatos, levantando poucas suspeitas de amigos e parentes. O processo todo começa com a clonagem da linha do celular. A vítima fica sem sinal, enquanto o criminoso “toma conta” do número, pedindo o dinheiro emprestado às outras vítimas do golpe.

Em Valadares o golpe já fez vítima. Na manhã de segunda-feira, 22, a Polícia Militar registrou uma ocorrência em que o funcionário público L.H. relata que, por volta de 10h30, seu chip de celular e whatsapp parou de funcionar, retornando somente às 13h30, após resgatar o chip em uma loja da operadora. L. relata que um indivíduo desconhecido, usando seu número de celular, entrou no whatsapp e conversou com seus contatos como se fosse ele. A vítima conta que, durante o período de pane provocado pelo suspeito, esse pediu dinheiro emprestado para a maioria de seus contatos. O professor R.P.A. foi a primeira vítima. Por volta de 10h29 ele conversou com o funcionário público, pelo whatsapp, e a conversa era exatamente sobre um acerto financeiro que o professor precisava fazer com ele.

O professor disse que enviou uma mensagem para L.H., marcando um local para fazerem o acerto, mas a conversa cessou por alguns instantes e, logo em seguida, quem respondeu foi o suspeito, o qual disse que seria melhor transferir para a conta dele. Segundo ele, o valor que o suspeito pediu era próximo do valor do acerto. Então, ele fez a transferência da quantia de R$ 2.300,00 para a conta poupança de terceiro, na Caixa. L.H. relata ainda que outro amigo dele depositou a quantia de R$ 1.500,00 na conta de outra pessoa, no Banco do Brasil. A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar o caso.

Como evitar

Para evitar cair no golpe, especialistas aconselham os usuários do whatsapp a usarem a autenticação em dois fatores do aplicativo. Dessa forma, o app usa duas formas diferentes para validar o acesso do usuário. Assim, para entrar no seu whatsapp, você terá de digitar uma senha de seis dígitos, o que pode evitar que criminosos entrem na sua conta apenas com a clonagem do número celular.

Para ativar a autenticação de dois fatores, realize os seguintes passos:

  1. Entre nas configurações do aplicativo e selecione o campo “conta”;
  2. Procure pela opção “verificação em duas etapas” e ative;
  3. Digite a senha de seis dígitos solicitada pelo aparelho, e um e-mail para contato;
  4. Pronto! Agora seu aparelho sempre irá solicitar a senha, quando você quiser acessar o whatsapp de um novo celular.