Presença de universidades fomentam economia local

Adriana Coelho, pró-reitora de graduação da Univale, afirmou que 30% dos universitários são de outros estados.Foto:  ASCORG/Univale

As universidades públicas e privadas de Governador Valadares também contribuem para a circulação do setor terciário (comércio e prestação de serviços). Considerada como importante polo educacional do Vale do Rio Doce, que exerce influência sobre o leste e o nordeste de Minas Gerais, bem como alguns municípios do estado do Espírito Santo (ES), Valadares é fortemente marcada por atividades ligadas ao setor de serviços. Dentro desse contexto, pode se dizer que a educação fomenta a atividade econômica, através de estudantes, professores e técnicos administrativos, que buscam diariamente alimentação, lazer, transporte, moradia, comércio em geral, de grande e pequeno porte. Nesta reportagem, o DRD traçou o histórico dos principais polos educacionais que fortalecem o setor.

Governador Valadares é considerado um relevante polo educacional em Minas Gerais, disponibilizando espaço para diversas instituições de ensino superior – Faculdade Pitágoras, Faculdade de Direito do Vale do Rio Doce (Fadivale), Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG), além do complexo da Universidade Vale do Rio Doce (Univale), um dos maiores do Vale do Rio Doce. Não se pode descartar a presença de escolas públicas e privadas, que também favorecem o fomento da economia.

Além do ensino e da pesquisa, a Universidade Federal de Juiz de Fora/Campus GV, por exemplo, realiza vários projetos de extensão junto à comunidade. A instituição utiliza as competências instaladas dentro da universidade para oferecer à população serviços que ajudam na melhoria de vida em sociedade. “A UFJF-GV tem muito orgulho e satisfação de desempenhar projetos em várias áreas, como saúde, medicina, odontologia, nutrição, farmácia, e também nas áreas sociais, como o Núcleo de Prática Jurídica e escritórios de contabilidade e economia”, ressaltou o reitor da UFJF, Marcus David.

De acordo com o Departamento de Comunicação da UFJF-GV, em março de 2018, de um total de 2.168 estudantes, o campus possuía 1067 alunos oriundos de outros municípios de Minas Gerais. Além disso, a instituição possuía 180 estudantes de outros estados. Peterson Andrade, diretor-geral da UFJF-GV, destacou os resultados alcançados graças aos cursos de graduação.

“Temos na UFJF um grupo de docentes e técnicos com sólida formação em diferentes áreas, especialistas, mestres e doutores com formação no Brasil e em outros países, como Austrália, Alemanha, Argentina e Estados Unidos. Esse know how dos docentes permitiu, em menos de sete anos, termos cinco programas de mestrado e dois de doutorado em uma universidade pública. Encaramos o desafio de estar inseridos na cidade e oferecer serviços à população como uma importante missão para o desenvolvimento de Governador Valadares e região, e isso tem se concretizado com parcerias com 91 instituições atualmente. Acreditamos que o desenvolvimento científico, tecnológico, econômico e social depende da integração dos esforços por meio de ações intersetoriais, interdisciplinares e interinstitucionais”, disse Peterson.

 

Univale: “Temos alunos de 321 cidades mineiras”, diz pró-reitora Adriana Coelho (olho)

Univale: cinco décadas formando profissionais de ponta

Outra reconhecida prestadora de serviços em Valadares e região, a Univale já completou cindo décadas na formação de profissionais qualificados para o mercado de trabalho. Mantida pela Fundação Percival Farquhar, a universidade mantém mais de 20 cursos de graduação presenciais e à distância, além de cursos de extensão e pós-graduação Lato Sensu. Com projetos e programas de ação comunitária e prestação de serviços, a Univale sempre contribuiu para o fomento da econômica local dentro e fora de seus dois campi – Armando Vieira, localizado na rua Moreira Sales, 850, bairro Vila Bretas, e Antônio Rodrigues Coelho, na rua Israel Pinheiro, 2000, bairro Universitário.

Conforme a pró-reitora de graduação, Adriana Coelho, cerca de 30% dos universitários são de outros estados. “Pensando na responsabilidade social, que é renovada a cada ano, a gente continua com a mesma visão, de prestar um serviço de qualidade para os alunos. Os ambientes acadêmicos proporcionam aos alunos, professores e funcionários convivência agradável, além de oferecer à população espaços de prestação de serviços. Nosso serviço comunitário é amplamente reconhecido, através de serviços assistenciais nas áreas de direito, odontologia, fisioterapia, nutrição e psicologia. Com a chegada dos cursos de Medicina e Medicina Veterinária, irá fomentar ainda mais o setor”, explicou.

Segundo Adriana, a presença de alunos de fora da cidade movimenta os demais setores terciários. “Setores da economia são fomentados com a presença de nossos alunos, grande parte de fora daqui. Hotelaria, lazer, alimentação, bares, transporte e moradia são alguns exemplos. Não tem como não fomentar o comércio. Temos alunos de 321 cidades mineiras. Olhando para os dados regionais, temos alunos dos vales do Mucuri, Jequitinhonha, Aço e do Sul de Minas. Temos alunos do Maranhão, Piauí, Rio Grande do Sul, Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo, Goiás e Mato Grosso. Portanto, são alunos que vêm de fora para buscar ensino superior e consequentemente fomentam a economia local”, ressaltou.

Serviços

Dentre os serviços oferecidos, a Univale destaca números significativos de atendimentos realizados em 2018. No Programa Polo Integrado de Assistência Odontológica ao Paciente Especial – Paope/Paope Itineranteforam 232 beneficiados e 1869 procedimentos. No Programa de Atendimento Interdisciplinar de Geriatria e Gerontologia (CAIGE)foram 40 beneficiados. Já no Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal (NAF)foram 1000 beneficiados, colocando a universidade em 4º lugar no país no ranking de prestação de serviços na área contábil. Nas clínicas odontológicasforam 11.117 atendimentos. No Projeto Horta Orgânicaforam 40 famílias beneficiadas. No Escritório de Assistência Judiciária (EAJ) foram 496 procedimentos, enquanto o Serviço de Psicologia Aplicada (SPA) somou295 beneficiadosem 2018.

por Eduardo Lima | eduardolima@drd.com.br