Prêmio da Mega da Virada de R$ 280 milhões movimenta as casas lotéricas de Valadares

0
298
Segundo a Caixa o valor de R$ 280 milhões ainda pode crescer com aumento de número de apostas

A sorte está lançada. Todos os anos, a Mega da Virada traz esperança para apostadores em todo o Brasil. O prêmio acumulado em R$ 280 milhões será sorteado no dia 31 de dezembro, mas desde o início da semana várias pessoas aproveitaram o tempo livre para jogar. Até quem não é muito de fazer apostas se rende à possibilidade de levar uma bolada alta e começar o ano de 2019 com dinheiro no bolso. Em Governador Valadares apostadores enchem as casas lotéricas para fazer a famosa “fezinha”.

De acordo com informações da Caixa Econômica Federal, o valor de R$ 280 milhões, estimado por enquanto para o prêmio, ainda pode crescer. No ano passado, a estimativa inicial era de R$ 220 milhões, mas diante do volume de apostas o valor bateu o recorde, passando para R$ 360 milhões. 17 apostadores acertaram os seis números na véspera de ano-novo e dividiram a bolada de R$ 306.718.743,71. Cada bilhete rendeu 18.042.279,04. O último sorteio da Mega Sena foi realizado quinta-feira, 20, em Conselheiro Pena (MG), mas ninguém conquistou o prêmio principal.

Em uma movimentada casa lotérica, na rua Marechal Floriano, no centro de Valadares, apostadores se amontoam para garantir o bilhete do final do ano. Alguns aproveitam o troco que sobrou das contas do mês para fazer a “fezinha”. Ainda que muitos dos apostadores da Mega da Virada façam os jogos somente uma vez por ano ou esporadicamente, algumas pessoas dedicam tempo a estudar os números. É o caso do auxiliar de caixa Hernandes Pereira, que decidiu mudar o estilo do jogo neste ano. “Reparei que nos últimos anos tem saído bastante número 4, achei estranho, mas nunca arrisquei. Neste ano vou jogar no 4 para ver o que vai dar”, explicou.

O comerciante Guido, dono de um bar na esquina da rua Peçanha, no Centro, comenta que todos os anos faz o jogo e prefere comprar o bolão para aumentar as possibilidades de levar o prêmio. “Todos os anos eu tento. Quando não é a Mega Sena eu compro outros sorteios. Faço meu jogo mais cedo para não deixar em cima da hora e evito filas. Não tenho muita sorte para essas coisas. Tenho um tio que já ganhou R$ 10 mil uma vez. Ele teve sorte. Uma hora a sorte dele vai passar para mim”, comenta.

Como apostar

Os jogos para a Mega da Virada começaram no dia 21 de dezembro e vão até o último dia de 2018. É possível apostar em qualquer casa lotérica. O prazo para fazer as apostas termina no dia 31, às 16h (horário de Brasília). As apostas simples custam R$ 3,50 e são sorteados seis números mas é possível fazer até 15 jogos. Caso apenas uma pessoa tenha adivinhado os valores, ela levará, sozinha, a quantia para a casa. Mas, se existirem palpites idênticos, a bolada será dividida entre os vencedores. Caso ninguém acerte, o prêmio será rateado entre aqueles que acertaram a quina (cinco números) e assim por diante.

Também é possível fazer um bolão. Nessa modalidade as cotas são divididas, com máximo de duas e mínimo de cem, e o menor valor é de R$ 10. As cotas, no entanto, devem custar, cada uma, R$ 4 ou mais. O sorteio será transmitido pela tv aberta, a partir das 20 horas da véspera de ano-novo. Pela primeira vez, os apostadores também vão ter a opção de registrar suas apostas de qualquer local e a qualquer hora pela internet no site www.loteriasonline.caixa.gov.br. Basta ser maior de 18 anos, possuir CPF válido e cartão de crédito. Outra possibilidade é fazê-la via internet banking da Caixa (disponível para correntistas do banco).

O que fazer com R$ 280 milhões?

As chances de acertar as seis dezenas é de 1 em 50 milhões, mas issonunca impediu alguém de sonhar com o dinheiro. Pagar as contas, viajar pelomundo, comprar uma casa de praia, comprar o carro do ano são algumas da opçõesde como usar o prêmio. Para se ter uma ideia, é possível se “aposentar” edeixar o dinheiro rendendo. Segundo a Caixa Econômica Federal, se um apostadoracertar sozinho as seis dezenas e aplicar todo o prêmio na poupança, elereceberá cerca de R$ 1,1 milhão em rendimentos por mês. Um estudo feito pelaEscola de Matemática Aplicada da Fundação Getúlio Vargas (FGV EMAp) revela queos R$ 280 milhões enfileirados em notas de R$ 50, uma após a outra, dariam umafila de 630 km. Ou cobriria o equivalente a 11 campos de futebol.

por Eduardo Lima | eduardolima@drd.com.br