Ótica Mira celebra 80 anos de tradição e pioneirismo

458
FOTO:Divulgação

O sucesso de uma empresa familiar é o reflexo da união, fé e determinação de seus membros. Acreditar em um empreendimento inovador numa época em que a tecnologia ainda era uma proposta para um futuro distante era um desafio enfrentado somente por quem tinha visão de negócio, acreditava e seguia em frente. Mas o aprendizado constante faz o diferencial quando há preocupação em prestar um serviço de qualidade, seja no relacionamento com os clientes, na relação com os colaboradores ou na qualidade dos produtos colocados no mercado consumidor. E tudo isso faz parte da história da Ótica Mira, que trouxe para o então distrito de Figueira do Rio Doce a prestação de serviços ópticos, até então somente disponíveis nos grandes centros. Neste ano a empresa genuinamente valadarense está comemorando 80 anos de existência. Uma história vitoriosa da família Sigismondi, que nessas oito décadas sempre inovou e por isso mantém a liderança do setor em Governador Valadares.

Oito décadas de sucesso e liderança no mercado óptico de Valadares

Um patrimônio de Governador Valadares. Assim pode ser definida a Ótica Mira, que neste mês comemora 80 anos de fundação. Pioneira em serviços ópticos no então distrito de Figueira do Rio Doce, a empresa sempre primou pela excelência no atendimento e na qualidade de seus produtos, critérios que fazem o diferencial e que mantêm o seu sucesso nessas oito décadas de existência. E os motivos da longevidade não poderiam passar despercebidos. Para isso, a direção da empresa reuniu familiares, clientes e colaboradores em uma missa de ação de graças, no último dia 29, para celebrar a virada de mais uma década. Nesta edição você vai conhecer um pouco mais dessa história vitoriosa, que, como não poderia deixar de ser, teve direito a bolo e muita comemoração.

Foto histórica da Família Sugismondi reunida: Mimo, Nestor, Verdi (Genro), Mirinha, Quinca, D. Clarinha, José Carlos, Dudú, Sr. Henrique e Carminha.

Quando tudo começou…

Tio Nestor, o popular “Canela”, pessoa extrovertida e de ótimo astral | Sr. Quinca e seu irmão mais velho, Mimo, que foi
um dos responsáveis pelo sucesso da Ótica Mira | Mimo, Carminha e Quinca na Ótica Mira

Com 87 anos e muita lucidez, Maria Zulmira, carinhosamente chamada de Mirinha, conta a história da Ótica Mira, nome escolhido para homenageá-la. “Nossa família morava em Aimorés. Aí, fomos para Belo horizonte: eu, papai, mamãe e meus três irmãos. Chegamos a Belo Horizonte e não deu certo, a situação lá estava muito ruim. Minha mãe foi à casa do meu tio Valdemar e falou com ele que a nossa situação estava complicada, e meu pai, Henrique Sigismondi, não sabia mais o que fazer. Aí, meu tio falou para minha mãe: ‘fala para o Henrique ir para Figueira do Rio Doce, lá é um lugar de futuro’. Então, foi por causa do tio Valdemar que papai veio morar aqui na cidade.

Na época, papai veio na frente, alugou uma casa. Nós ficamos em Belo Horizonte e depois viemos. Lembro que era o mês de dezembro, porque a cidade era uma lama só. Nós morávamos na rua Sá Carvalho. Na época só existia aquela igreja. Eu lembro que ia à missa e chegava toda suja de lama ou de poeira. Papai era visionário e tinha aprendido a profissão de ourives quando era adolescente, na cidade de Bolonha, na Itália, onde ele morou dos 8 aos 18 anos. Então, ele resolveu abrir uma joalheria e relojoaria. Desde então, o empreendimento foi crescendo e crescendo e o ponto ficou pequeno.

Como mamãe era muito empreendedora, comprou esse lote na Israel Pinheiro e construiu a nossa primeira joalheria e relojoaria. Fomos os primeiros a colocar a placa de Neon aqui na cidade. O tempo passou, aí mexíamos com ótica e joalheria. Foi muita batalha para chegarmos até aqui. Hoje está sob a direção do meu sobrinho Enrico, filho do meu irmão Henriquinho (Quincas), que morreu há pouco tempo, infelizmente. Confesso que estou impressionada como o Enrico. Como ele conseguiu crescer desse jeito! Fico admirada com a persistência dele. Acho que meu irmão, lá de cima, está dando uma forcinha. Parabéns pelo sucesso, meu sobrinho amado!”

Atrás de um grande homem existe uma grande mulher…

Andreia Sigismondi

“Todo esse sucesso se deve à nossa fé; é uma obra de Deus a Ótica Mira. Deus tinha uma missão realmente para que o Enrico desse continuidade a esse trabalho de tantas pessoas da família, que dedicaram a vida a esse projeto, baseado em muita honestidade, muito caráter, que é o que a família ensinou para meu marido. Na Ótica Mira, a maioria das pessoas que frequentam são amigos e não clientes. Tem pessoas que compram aqui na ótica há 70 anos. Hoje, o que eu vejo, enquanto esposa, é que o amor que ele tem pela ótica, pela família e pelos colaboradores é incondicional. A relação dele com os funcionários realmente é algo diferenciado e bonito de se ver. Eles têm amizade, respeito e muita compreensão. Meu marido não é aquele patrão que dá ordem. Na verdade, todos colaboram para que todos cresçam junto com a empresa. O Enrico tem a sorte de ter uma equipe de colaboradores que são pessoas de fé. Deus é que rege a Ótica Mira. Parabéns pelos 80 anos a todos que fizeram parte dessa história!”