Moradores reclamam de buracos nas ruas de vários bairros da cidade

Valadares é considerada por alguns moradores um “queijo suíço”

Buracos, muitos buracos, um verdadeiro queijo suíço. É assim que Valadares está sendo definida pelos moradores. O DIÁRIO DO RIO DOCE foi às ruas, depois de inúmeras reclamações, para ver de perto o problema enfrentado pela população. Na edição de hoje vamos mostrar ruas cheias de buracos nos bairros Nova Vila Bretas, Vila Rica, Lagoa Santa, Vila Parque Ibituruna e Cidade Nova. Durante a semana os leitores vão poder acompanhar a situação também em outros bairros.

Para o comerciante Carlos Roberto Gonçalves, morador da rua Serra da Mantiqueira, no bairro Vila Parque Ibituruna, os buracos, em toda a rua, vêm causando muitos transtornos. “Esses buracos estão aqui há muito tempo. Essa rua é linha de ônibus e já tem 20 dias que o ônibus não passa aqui. Os moradores têm de ir para outra rua para pegar o ônibus, sem contar que o meu açougue fica prejudicado, porque os carros evitam passar por aqui. Precisamos de uma solução com urgência”, comenta.

Roberto Lopes, também morador da rua Serra da Mantiqueira, explica que os moradores não sabem mais o que fazer ou a quem recorrer. “No dia 19 o prefeito se reuniu como os moradores do bairro Elvamar e do bairro Vila Parque Ibituruna. Na reunião colocamos em pauta o problema da nossa rua. O prefeito chegou a falar que vai resolver, mas que não é por agora, pois ele tem outras prioridades. Enquanto isso, quem passa pela rua fica se desviando de um lado pro outro, para não cair nos buracos”.

Cidade Nova

A moradora Juliene Vieira Coelho de Azevedo, moradora da rua Mathias Lobato, no bairro Cidade Nova, conta que sua rua mais parece um queijo suíço. “Mudei para essa rua em julho do ano passado e os buracos já existiam. Para eu chegar em casa, estou tendo de dar a volta por outra rua. Não é só meu bairro, mas a cidade toda se transformou em um verdadeiro queijo suíço. Algo tem que ser feito. Não há carro e nem moto que aguente”, desabafa a moradora.

O drama vivido por Sebastião Avelino, morador da rua Manoel Borba Gato, no Vila Rica, é o mesmo. Ele nem sabe precisar o tempo dos buracos, mas acredita que já devem ter mais de um ano. “Os moradores aqui da rua até colocaram galhos de árvores dentro do buraco, porque havia riscos de acidentes no local. Na entrada da rua também tem um buraco, na subida do morro. O risco de acidentes ali é grande. Mas o problema não é só aqui. Esses dias fui ao bairro Elvamar de carro e fiquei jogando o carro de um lado para o outro, tentando me desviar dos buracos. Confesso que não consegui desviar. O risco de acidentes graves em toda a cidade é grande”.

Valdirene, moradora da rua das Águias, no bairro Lagoa Santa, conta que a via tinha dois buracos enormes há muito tempo. Um dos buracos foi arrumado, mas o outro ainda traz transtornos aos moradores da rua. “Esses buracos já estão aqui há muito tempo. Ontem, 19, eles vieram aqui e arrumaram somente um dos buracos; são bem próximos um do outro. Esse buraco que ainda permanece provoca acidente direto. Colocamos um cavalete em cima do buraco, para tentar evitar acidentes. Agora é aguardar para ver se aparecem para arrumar o outro”.

Nas ruas Paraguai, Frutal e Diamantina, no bairro Nova Vila Bretas, e na rua Antônio Dias Adorno, no bairro Vila Rica, o problema é o mesmo. Em todas elas existem vários buracos, alguns enormes. O trajeto nesses locais é cada vez mais complicado.

O DIÁRIO DO RIO DOCE procurou a assessoria de comunicação da Prefeitura, mas até o fechamento desta edição ela não deu respostas.

por Angélica Lauriano | angelica.lauriano@drd.com.br | Foto: Angélica Lauriano

 

Rua Paraguai, Nova Vila Bretas

Rua Frutal, Nova Vila Bretas

 

Rua Manoel Borba Gato, Vila Rica

Rua Antônio Dias Adorno, Vila Rica

Rua das Águias, Lagoa Santa

Rua Serra da Mantiqueira, Vila Parque Ibituruna

Rua Serra da Canastra, Vila Parque Ibituruna

Rua Mathias Lobato, Cidade Nova