Depois da polêmica, Carnapina acontecerá amanhã

0
256
O Carnapina se consolidou como o maior e mais democrático carnaval de rua do Leste Mineiro, de acordo com os coordenadores. FOTO: Divulgação.

Em meio a todos os contratempos, o carnaval fora de época vai ser realizado na rua Tupinambás e promete ser um dos melhores dos últimos anos

Com o passar dos meses, o coração dos foliões aperta de tanta saudade do carnaval. A contagem regressiva para o próximo parece interminável. Mas, para quem gosta de folia, sempre é tempo de pular feito pipoca. Reconhecidos por gostarem de festa e diversão, muitos valadarenses esperam ansiosos por esse momento. Só que uma notícia pegou os foliões da cidade de surpresa no mês de janeiro, a de que o tradicional Carnapina tinha sido cancelado. Indignados com o cancelamento, os moradores do Carapina e de outros bairros se mobilizaram nas redes sociais com postagens de #lutocarnapina.

Em meio a tantas discussões, as autoridades voltaram atrás e decidiram que o Carnapina iria acontecer, só que na rua Tupinambás, no bairro Nossa Senhora das Graças. Muitos ficaram satisfeitos com a notícia, mas outros nem tanto, já que o carnaval fora de época acontecia no mesmo local havia 9 anos. Porém, por causa do crescimento do evento, os órgãos de segurança da cidade concluíram que seria melhor não fazer o carnaval no local de origem, a fim de garantir a segurança dos foliões.

“Começamos o evento com um grupo de amigos vestidos de mulheres e usando meu som. Hoje o evento reúne milhares de pessoas. Embora não tenhamos apoio de praticamente ninguém, tocamos o Carnapina do jeito que podemos. E ele é um sucesso, graças a Deus”, explica um dos organizadores, José Carlos dos Santos (Balú).

De acordo com os organizadores, são muitas as despesas e, com a mudança de local, elas aumentaram ainda mais. FOTO; Divulgação.

Despesas aumentaram

O Carnapina recebe anualmente 10 mil foliões. É um evento coordenado pela Associação de Moradores do Carapina e tem o apoio de toda a comunidade. O carnaval que havia sido cancelado e considerado uma “tragédia mais que anunciada” vai acontecer amanhã, 16, a partir das 15h, mesmo em meio a tantos problemas. “Tivemos um problema sério, que foi a mudança de local. Quase que o evento não acontecia. Aliás, tinha sido até cancelado. Aí, graças a Deus, conseguimos a mudança de local. Mas começou uma nova romaria. Tivemos de pagar um monte de taxas. E não tínhamos esse recurso. Poxa, além de ter de pagar dois trios, tendas, passa um, fechamento, segurança, som, tivemos de pagar várias taxas na prefeitura, bombeiros, engenheiro, e por aí vai”, explica Balú.

Para Alberto Júnior (Betão), também organizador do evento, as despesas já são grandes, e aumentaram com a mudança de local. “Todos os anos só nós sabemos das dificuldades para montar o evento. São muitas despesas e, como a mudança de local, elas aumentaram demais. Tivemos que prospectar novos parceiros para viabilizar o Carnapina. A comunidade ajuda demais, mas, pela dimensão do evento, as despesas não podem ser custeadas”, explica Betão.

Este ano o evento teve despesas com dois trios elétricos, tendas, passa um, fechamento, sonorização e iluminação, profissionais de segurança, brigadistas e, claro, as bandas. É incomparável imaginar o tamanho do evento com a mudança de lugar. Mas, para que ele tenha a mesma grandeza e mobilização da comunidade, as despesas aumentaram bastante. Porém, os coordenadores afirmam que quem sair de casa para ir ao Caranapina vai se surpreender. O evento tem uma line up recheada com grandes artistas: a Banda Macaco Vey, Momento Black, dois trios elétricos e o DJ Piu.

O Carnapina acontecerá amanhã, a partir das 15 horas, em novo local, na rua Tupinambás, no bairro Nossa Senhoras das Graças. “Contamos com a presença de todos. A novidade deste ano são os dois trios elétricos. Realmente, a gente se consolidou como o maior e mais democrático carnaval de rua do Leste Mineiro. Tudo isso graças ao apoio da comunidade”, concluem Betão e Balú.

por Angélica Lauriano | angelica.lauriano@hotmail.com