Câmara Municipal faz balanço positivo do Legislativo 2018

406

Às vésperas do fim do ano, a Câmara Municipal de Governador Valadares apresentou números expressivos durante coletiva à imprensa no início da semana passada convocada pelo presidente, vereador Paulinho Costa (PDT). Um documento contendo relatório das atividades legislativas foi entregue aos veículos de comunicação presentes.

O presidente da Casa, Paulinho Costa, destacou a economia nas finanças que o poder Legislativo fez durante os dois primeiros anos de legislatura. “Esta foi uma das Câmaras mais austeras no estado de Minas. O Legislativo vai devolver mais de 1 milhão de reais ao Executivo municipal. Ao longo do ano, cortamos verba de gabinete, cortamos nosso 13º; a próxima mesa diretora pegará uma Câmara bem mais enxuta na economia”, explicou.

Um dos pontos positivos do balanço mostra que foram apresentados neste ano 181 projetos de lei e 934 requerimentos. Considerando que os trabalhos se estendem de fevereiro a dezembro – os vereadores entram em recesso em janeiro, os números apontam uma média de mais de 16 projetos de lei por mês e quase 85 requerimentos mensais. Vale lembrar que esses procedimentos, próprios dos vereadores, só ocorrem durante o período de reuniões ordinárias. Foram realizadas 77 reuniões ordinárias, 9 extraordinárias e 19 audiências públicas. O ponto negativo do ano fica por conta do alto número de homenagens especiais na Casa (títulos de Cidadão Valadarense e Ordem Municipal do Brasão). Ao todo, foram realizadas 75 homenagens, quase o mesmo número de reuniões ordinárias.

Além disso, no campo social, a Câmara realizou durante o ano um total de 312 casamentos comunitários e 5 Câmaras Itinerantes. Os trabalhos do poder Legislativo retornam no mês de fevereiro, quando será a posse do novo presidente eleito, vereador Júlio Avelar (PV), juntamente com a nova mesa diretora: Marcion da Fusobras (PR) (vice-presidente), Juninho da Farmácia (PDT) (primeiro-secretário) e Antônio Carlos (PT) (segundo-secretário).