[the_ad id="288653"]

Empresário que morreu em queda de avião será sepultado em Valadares

FOTO: Arquivo pessoal

GOVERNADOR VALADARES –  Antônio Augusto de Castro Santos, de 52 anos, foi uma das vítimas do trágico acidente aéreo que ocorreu nas proximidades de Joinville, no norte de Santa Catarina, na segunda-feira (3). Familiares e amigos do empresário, compartilharam pelas redes sociais publicações de pesar pela perda; e também informações sobre o sepultamento previsto para esta quarta-feira (5).

A confirmação do velório e do sepultamento de Antônio Augusto foi compartilhada pelo irmão do empresário, Alaor Esteves. A cerimônia acontecerá ao longo da tarde desta quarta-feira, na Capela Velório Santo Antônio. Já o sepultamento está previsto para ocorrer às 17h.


 
 Sobre o acidente

Destroços de uma aeronave que decolou de Governador Valadares com destino a Florianópolis, Santa Catarina (SC), foram encontrados na manhã desta terça-feira (4), em uma área de mata próxima a Joinville (SC). O avião, modelo Baron 95-B55, matrícula PS-BDW, saiu de Valadares na tarde desta segunda-feira (3), às 14h. Segundo o plano de voo, a aeronave deveria ter chegado ao destino final às 17h. Duas mortes foram confirmadas pelo Corpo de Bombeiros de Santa Catarina. Segundo a NDTV, filial da Record em Santa Catarina, as vítimas foram identificadas como sendo o piloto Geraldo Claudio de Assis Lima e o empresário Antônio Augusto Castro, que era de Valadares.

Morador de Governador Valadares (MG), Antônio, conhecido carinhosamente como Guto, de acordo com a NDTV, filial da Record em Santa Catarina, tinha recentemente adquirido a aeronave envolvida no acidente.

Sobre o empresário

Antônio Augusto era engenheiro civil, formado pela Universidade do Vale do Rio Doce (Univale). O empresário dedicou 25 anos de sua carreira à Odebrecht, onde alcançou o cargo de diretor de Energia na regional de Minas Gerais. Nos últimos dois anos, ele fundou sua própria construtora em Governador Valadares, onde morava com a família

Investigação do acidente

As causas do acidente aéreo que matou duas pessoas em Joinville, Santa Catarina, serão apuradas pelo Centro de Investigação de Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), órgão central do Sistema de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Sipaer).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

[the_ad_placement id="home-abaixo-da-linha-2"]

LEIA TAMBÉM

Piano Rock faz show em Valadares

🔊 Clique e ouça a notícia GOVERNADOR VALADARES – Quando o clássico e o rock se encontram, o casamento é perfeito. Foi assim quando a banda Scorpions, da Alemanha, gravou

O valor da literatura

🔊 Clique e ouça a notícia A literatura é uma das maiores formas de arte e entretenimento do mundo. Ela permite que as pessoas sejam transportadas para outras épocas, lugares