Crenças limitantes

FOTO:Divulgação.

As crenças limitantes são uma espécie de desculpa para não fazer o que você realmente gostaria de fazer. Elas te mantêm na zona de conforto e segurança. Isso pode limitar muito o desenvolvimento pessoal e a conquista de objetivos.

Uma coisa importante de perceber é que, muitas vezes, essas crenças limitantes são coisas da nossa cabeça, que não condizem de fato com a realidade. Existem apenas porque você está dizendo a si mesmo que aquilo é uma realidade. Mudando o pensamento, você pode mudar também.

Alimentar a crença de que mulheres só têm interesse em homens com muito dinheiro é apenas uma forma de você arrumar uma desculpa a si mesmo para não procurar uma mulher. Obviamente, existem muitas mulheres com homens com pouco dinheiro por aí.

Agora, tente lembrar da última vez que você queria alguma coisa e não conseguiu. Muito possivelmente foi uma crença limitante que parou você.

Se você parar para pensar, perceberá que muitas das dificuldades e frustrações da vida são derivadas das nossas crenças limitantes.

Por isso, se você quer atingir seus objetivos, livre-se das crenças limitantes, que não fazem sentido. Libertando-se delas, abre espaço para seguir adiante no caminho da vida.

No meu caso, uma crença limitante que tenho é que não me acho bom em design gráfico. Como, então, posso ter um website? É simples. Encontro uma alternativa e dou um jeito.

Por isso, quando preciso de um trabalho de design (por exemplo, criação de um logotipo), terceirizo o serviço. Mas de uns tempos pra cá tenho arriscado um pouco mais e, quando são coisas mais simples – por exemplo, editar uma imagem, colocar texto numa foto ou algo assim -, já tenho tomado mais coragem, vou em frente e eu mesmo faço.

As próprias fotos do meu site sou eu que pesquiso, escolho e faço edições simples, quando necessário. Ainda tenho a crença de que não sou muito bom nessa questão de design, mas não deixei que isso fosse empecilho para eu criar meu site e fazer o que preciso fazer.

Observe também se você utiliza de afirmações permanentes. Dizer algo como “Eu não sou bom o suficiente” não deixa espaço para você melhorar. Você está dizendo a si mesmo que não é agora e não será no futuro.

Ou seja, você está desistindo ali mesmo. Em vez disso, dizer algo como “Ainda não cheguei lá, mas estou aprendendo” levará você muito mais longe.

1) Como superar crenças limitantes?

  1. Identifique uma das suas crenças limitantes.
  2. Pense no que você gostaria de fazer e por que não está fazendo. O que está impedindo? Tome nota da sua crença limitante.
  3.  Reconheça que é apenas uma crença. Reconheça que a sua crença pode não passar de uma crença que não é verdade.
  4. Conteste a sua própria crença.

2) Questione a sua crença levantando questões como estas:

  • Essa crença realmente tem fundamento? Quais são os fatos que comprovam?
  • Eu sempre pensei dessa forma? Se não, o que mudou?
  • Existem evidências contrárias à minha crença?
  • As outras pessoas concordam com essa crença?
  • Como seria pensar exatamente no oposto dessa crença?
  • Essa crença está me ajudando a progredir nos meus objetivos?

3) Perceba as consequências

Quais são as consequências de se agarrar à sua crença limitante? Se agarrar à crença de que não é capaz de passar num concurso público porque falhou na sua primeira tentativa pode privar você de passar no futuro e ter uma vida melhor.

4) Adote uma nova crença

  • Escolha algo novo em que acreditar. Algo que irá ajudar a melhorar a sua vida. Pode não ser fácil essa transição.
  • Dependendo do tempo que você pensou e viveu àquilo que levou você a crer no que crê pode ter criado um vínculo emocional muito grande e enraizado a crença com muita força.
  • Mas, se você quer ir em frente e mudar, precisará ter força e coragem de fazer essa mudança de pensamento e adotar a nova crença.

5) Coloque em prática

Tome uma atitude e comece a implementar coisas que suportem a sua nova crença. Vamos dizer que você tinha uma crença limitante que dizia: “Sou velho demais para iniciar a praticar exercícios”. Depois de passar pelos passos anteriores, você resolveu adotar uma nova crença: “Nunca é tarde para começar”. Então, hoje mesmo sai para dar uma caminhadinha de 15 minutos, para começar a prática de exercícios e criar o hábito a partir daí.

Enfim, o mais importante é entender que as crenças limitantes fazem com que você viva abaixo do seu potencial, mas essas crenças podem ser mudadas. Reformatar o seu pensamento pode resultar em conquistas magníficas para sua vida.