Base comunitária da PM é premiada durante seminário na Capital

392
O 3º sargento Ronaldo Martins da Silva (direita) representou a Base Comunitária de Governador Valadares na solenidade de premiação em BH.FOTO: Divulgação/PM

O comando da Polícia Militar realizou a premiação das melhores Bases de Segurança Comunitária (BSC) de todo o Estado, durante solenidade realizada na última sexta-feira, 22. A Base Comunitária do 6º BPM, que fica na área central de Governador Valadares, ficou em primeiro lugar no ranking das dez melhores Bases do Estado no ano de 2018.O comandante da 8ª Região de Polícia Militar, coronel Fabrício Casotti, esteve no evento e participou da premiação dos destaques do Estado. A base de Governador Valadares foi representada pelo o 3º sargento Ronaldo Martins da Silva, que participou do 10º Seminário Internacional de Polícia Comunitária, Sistema Koban, nos dias 21 e 22 de fevereiro.

As dez bases de segurança que ficaram mais bem colocadas no Estado foram:

  • 01) BSC do setor Centro, 8ª RPM, 6º BPM, Governador Valadares;
  • 02) BSC do setor Santa Tereza, 1ª RPM, 16º BPM, BH;
  • 03) BSC do setor Planalto, 1ª RPM, 13º BPM, BH;
  • 04) BSC do setor Boa Vista, 1ª RPM, 16º BPM, BH;
  • 05) BSC do Sagrada Família, 1ª RPM, 16º BPM, BH;
  • 06) BSC do setor Barreiro, 1ª RPM, 41º BPM, BH;
  • 07) BSC do setor Funcionário, 1ª RPM, 1º BPM, BH;
  • 08) BSC do setor São Januário, 2ª RPM, 40º BPM, Ribeirão das Neves;
  • 09) BSC do setor Parque Bom Retiro, 5ª RPM, 4º BPM, Uberaba;
  • 10) BSC do setor Savassi, 1ª RPM, 1º BPM, BH.

Avaliação

A PMMG divulgou na semana passada o Relatório de Produtividade das Bases de todo o Estado. O levantamento visa aprimorar o serviço de BSC, identificar a produtividade desse serviço e reconhecer o empenho daqueles militares que mais se destacaram. Foram levados em conta os seguintes indicadores: quantidade de REDS registrados, prisões realizadas, reuniões comunitárias, visitas comunitárias, pessoas abordadas e total de veículos abordados.

Todos os indicadores foram avaliados a partir da média da quantidade de registros, tendo como base o período de funcionamento de cada base definido pela pesquisa de quantidade de REDS.

Base Comunitária

As Bases de Segurança Comunitária são empregadas diariamente na viatura tipo van e duas motocicletas. O serviço busca a prestação de atendimento de segurança pública à comunidade, em atenção aos problemas daquele território/espaço. Os policiais militares são responsáveis pela operação do videomonitoramento em torno das bases, atendimento ao público e confecção de REDS. Os policiais militares empregados nas motocicletas executam o patrulhamento preventivo no setor.

A Base permanece em local previamente definido, em observância a aspectos técnicos, dentre eles: características socioeconômicas, demográficas, culturais e geográficas da localidade; incidência criminal; concentração de estabelecimentos comerciais/bancários (potencialmente suscetíveis a crimes contra o patrimônio); público-alvo; demanda por serviços da PMMG; demanda por registros de ocorrências.