Mulher relata à PM cárcere privado e agressões de marido em Valadares

Adolescente é baleado no rosto em tentativa de homicídio
FOTO: Polícia Militar

GOVERNADOR VALADARES – Uma mulher de 47 anos relatou à Polícia Militar ser vítima de violência doméstica. Ela estava tendo a sua liberdade de ir e vir violada, após o marido, de 45 anos, ter trancado ela em casa. O caso aconteceu na manhã desse domingo (18), no Centro de Governador Valadares. Além do cárcere privado, a mulher também contou que foi alvo de agressões.

A vítima disse aos policiais que o marido a ofendeu com xingamentos, na qual se referia a ela como ‘vaca’ e ‘vagabunda’. Além disso, a mulher também disse que o homem a ameaçou de agressão física. 

A mulher também relatou que na noite anterior, o marido a ameaçou de agredi-la com um soco. Mas ao se defender com uma tesoura, ele a puxou violentamente, causando um ferimento em sua perna esquerda.

A vítima possui quatro filhos com o agressor, todos maiores de idade, e já teve acompanhamento com a Patrulha de Violência Doméstica.

Histórico de ocorrências

De acordo com a Polícia Militar, há um grande histórico de ocorrências similares contra o homem. No sistema informatizado da polícia consta registros de violência doméstica contra a mulher desde 2011. 

Por isso diante da denúncia e do histórico de violência, a Polícia Militar conduziu a mulher até a Delegacia da Polícia Civil de Governador Valadares.

Sobre a ocorrência do último domingo (18) do caso de violência doméstica e cárcere privado, a Polícia Civil informou que o homem foi preso em flagrante. O caso tramita em sigilo na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher. Portanto outras informações serão repassadas em momento oportuno.

Denúncia de violência doméstica 

Uma vizinha da mulher foi que chamou a Polícia Militar. Ela ouviu gritos da vítima de dentro da casa e temendo pela integridade da mulher ligou para o 190. Ao chegar no local, a equipe encontrou o portão da casa trancado e a mulher verbalizando que estava presa.

Então após acalmar a vítima, os policiais ouviram ela fazer uma ligação para o marido, avisando que os militares estavam no local e que ele deveria abrir o portão.

Enquanto conversavam com uma vizinha para tentar acessar o quintal e liberar a vítima, o homem chegou em uma bicicleta e tentou se explicar. Ele alegou que a vítima é depressiva e a culpou pelo ocorrido. Questionado sobre o motivo de deixá-la trancada em casa, ele disse que ela se recusava a ter uma cópia da chave.

Após o homem abrir o portão, a equipe conversou com a vítima. Ela relatou que o autor nunca lhe forneceu a chave da casa e que ele a havia trancado após sair de casa. Ela contou que este tipo de conduta é comum e que o casal reside no local há aproximadamente dois meses. A vítima vive junto com o homem há 25 anos e há sete anos estão casados. 

Atenção! Se você sofre ou conhece alguém que vive em uma situação de violência doméstica, denuncie. O telefone é 180. Um número seguro que mantém o seu anonimato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

[the_ad_placement id="home-abaixo-da-linha-2"]

LEIA TAMBÉM

Dois homicídios em uma só noite em Valadares

Dois homicídios em uma só noite em Valadares

🔊 Clique e ouça a notícia GOVERNADOR VALADARES – Nos dois extremos da cidade – bairro Santa Rita e São Pedro – dois assassinatos. Dois bares. Duas vítimas. Duas histórias