Jorge Paulo Lemann perde posto de homem mais rico do Brasil

0
191
FOTO: Divulgação

RIO — O empresário Jorge Paulo Lemann, um dos sócios do fundo 3G, perdeu o posto de homem mais rico do Brasil para o dono do Banco Safra, Joseph Safra, segundo a revista americana “Forbes”, que acompanha diariamente a fortuna dos homens e mulheres mais ricos do mundo. Entre a publicação da mais recente lista da Forbes, em março de 2018, e esta sexta-feira, Lemann perdeu US$ 4,4 bilhões, e acumula no momento uma fortuna de US$ 23 bilhões. Safra, hoje, soma US$ 25,2 bilhões.

Todos os anos, a Forbes publica sua lista de bilionários. Recentemente, ela passou a acompanhar em tempo real os altos e baixos da riqueza dos membros do ranking. Os números da “fortuna em tempo real” refletem as cotações das ações após o fechamento do mercado americano da véspera e não significam que, de fato, essas pessoas tenham perdido dinheiro. Isso é apenas um retrato da situação dos bens dos bilionários. O prejuízo só ocorre se eles venderem as ações antes de elas recuperarem seu valor.

No ano passado, Lemann tinha uma fortuna estimada em US$ 27,4 bilhões. Perdeu posições no ranking, passando do 20º para 37º lugar da lista nesta sexta-feira. Já Joseph Safra, que somava US$ 23,5 bilhões em 2018, ganhou posições no ranking da Forbes, subindo de 36º para 31º.

Na semana passada, uma das empresas de Lemann, a Kraft Heinz, informou que era alvo de investigação nos EUA e que havia perdido US$ 16 bilhões em valor de mercado . Warren Buffett, outro controlador da gigante de alimentos, disse ter pago um preço excessivo pela Kraft , dona do ketchup Heinz.

O presidente da Amazon, Jeff Bezos, se mantém na primeira posição do ranking da Forbes, com uma fortuna de US$ 135,3 bilhões, seguido de Bill Gates, fundador da Microsoft, com US$ 97,9 bilhões, e do megainvestidor Warren Buffett, com US$ 83 bilhões.

Os outros dois sócios de Lemann no 3G Capital, fundo que está entre os controladores da Inbev, Kraft Heinz e Burger King, também perderam posições no ranking. Em 2018, Marcel Herrmann Telles e Carlos Alberto Sicupira acumulavam aproximadamente US$ 14 bilhões e US$ 12 bilhões, respectivamente. Hoje, a fortuna de ambos é de, respectivamente, US$ 9,9 bilhões e US$ 8,7 bilhões.