Avó visita netos após filha ter sido morta pelo marido brasileiro

“Infelizmente, não poderei mais abraçar a minha filha, mas quero abraçar meus netos e dizer o quanto eu os amo”, disse D. Maria O corpo de Nathália da Paixão foi sepultado no Pine Grove Cemetery, em Concord (NH), a pedido dos filhos Emerson Jaques de Figueiredo poderá ser condenado a prisão perpétua pelo assassinato da esposa

Maria realizou o sonho de conhecer pessoalmente as duas crianças, filhas de Nathália Paixão, morta a facadas por Emerson Figueiredo

Há pouco mais de três meses, Nathália da Paixão, de 35 anos, natural de Governador Valadares (MG), foi morta a golpes de faca pelo marido, Emerson Jaques de Figueiredo, de 42 anos, em frente aos dois filhos, na cidade de Concord (NH). Na ocasião, a vítima foi atacada em frente às crianças, que tentaram, em vão, defender a mãe. Após ter sido esfaqueada pelo marido, Nathália foi levada ao Concord Hospital, onde faleceu. O resultado da autópsia será usado como evidência no julgamento de Emerson.

Depois de ter feito um apelo através de um vídeo no Facebook, recentemente, D. Maria, a mãe da vítima, teve a oportunidade de conhecer pessoalmente os netos nos EUA, um menino de 10 anos e uma menina de 13 anos. Poucas semanas depois do assassinato da filha, ela, que mora em Minas Gerais, postou um vídeo nas redes sociais pedindo a ajuda da comunidade para conseguir comprar duas passagens e poder viajar aos EUA. “Infelizmente, não poderei mais abraçar a minha filha, mas quero abraçar meus netos e dizer o quanto eu os amo”, disse ela na postagem.

O irmão de Nathália, o chefe de restaurante Júlio César, reside em New Hampshire e está acompanhando a mãe na visita. O momento mais emocionante foi quando ela viu os netos pela primeira vez. A tristeza de ter perdido violentamente a filha foi em parte superada pela alegria, carinho e os abraços dados nas crianças.

Entenda o caso

O crime bárbaro ocorreu em 28 de julho no condomínio onde Nathália da Paixão morava com o marido, Emerson Jaques de Figueiredo, e os dois filhos do casal, de 10 e 13 anos, em Concord (NH). Na ocasião, a vítima foi levada para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu. A morte brutal e prematura da brasileira chocou a comunidade local.

Em 30 de maio deste ano, o estado de New Hampshire aboliu a pena de morte, portanto, caso seja considerado culpado de homicídio em 2º grau, Emerson poderá ser condenado à prisão perpétua. Apesar da mudança, New Hampshire continua sendo um dos estados mais rigorosos dos EUA no que diz respeito às condenações por homicídio.

Enquanto aguarda julgamento, Emerson optou por não comparecer perante um juiz; portanto, permanecerá detido. A audiência estava agendada para 29 de julho na Merrimack Superior Court, durante a qual o réu seria acusado oficialmente de homicídio em 2º grau. Na ocasião, o brasileiro, também natural de Governador Valadares (MG), concordou em ser mantido detido sem direito a fiança e foi indicado a dois defensores públicos, Matthew Zahn e John Bresaw, informaram os promotores públicos responsáveis pelo caso.

Ciúme doentio

Segundo amigos, o ciúme de Emerson com relação à esposa teria aumentado depois que ela realizou um implante de silicone nos seios. Após o procedimento cirúrgico, as cenas de ciúme teriam se tornado cada vez mais frequentes.

Vítima é sepultada nos EUA

Depois da morte da mãe, os dois filhos do casal foram levados para a casa de parentes em Nashua (NH), conforme uma postagem no Facebook da Igreja El Shekinah, que o casal frequentava. Os parentes da vítima relataram que ela trabalhava na limpeza de casas e vendia suplementos alimentares. O corpo de Nathália foi sepultado no Pine Grove Cemetery, em Concord (NH), a pedido dos filhos. (Fonte: Brazilian Voice/New Jersey/USA)