“Acredito que isso vai acontecer em massa”

FOTO: Divulgação

Senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) e a adesão dos estados à reforma da Previdência

Quase 80% são a favor de prisão em 2ª instância

O Supremo Tribunal Federal (STF) supostamente concluiu nesta quinta-feira (7) o julgamento da possibilidade da execução de prisão após a condenação em segunda instância. O julgamento estava 4×3 a favor da prisão, mas o placar final ainda era dúvida. O mais recente levantamento nacional do Paraná Pesquisa mostrou que 79,4% dos brasileiros defendem que o Congresso aprove lei tornando praxe prisão após a segunda instância.

Enquete: 97% a favor

Enquete do site Diário do Poder revela a opinião acachapante de 3.450 leitores: 97% deles defendem a prisão após segunda instância.

Minoria contra

Segundo o Paraná Pesquisa, apenas 14,1% são contra a execução da prisão após segunda instância. Outros 6,5% disseram não saber.

Retrocesso vexatório

Além do retrocesso, a mudança de regra cria insegurança jurídica, com o STF invertendo sua própria decisão adotada há apenas três anos.

Incoerência no STF

O STF deve alegar “presunção de inocência” para corruptos da Lava Jato, por exemplo, e ignorá-la para condenados em Tribunal do Júri.

Aneel escolheu pior opção contra energia solar

Agência reguladora de energia, a Aneel tinha seis alternativas para mudar as regras para quem investiu ou pretende investir em geração de energia fotovoltaica (solar), mas escolheu a mais devastadora e desestimulante. Até as poderosas distribuidoras de energia ficaram surpresas, até ironizam a “entrega” da Aneel à causa contra “geração distribuída (GD)”, como os técnicos chamam geração de energia solar.

Seis facadas

Esta coluna teve acesso às seis opções do agrado das distribuidoras. A “alterativa zero” era manter tudo como está. Foi logo descartada.

Quanto pior, melhor

As alternativas de 1 a 4 previam variadas punições para quem, estimulado, investiu. Mas a opção da Aneel foi pela 5, claro, a mais dura.

Sem golpe

Diretor da Aneel, Rodrigo Limp diz que não há golpe, há debate. E garante que investir em energia solar continuará sendo vantajoso.

Aneel repudiada

Mais de dois terços dos deputados da Câmara Legislativa do Distrito Federal, ou 18 dos 24 distritais, aprovaram a moção de repúdio à proposta da Aneel de mudar as regras para geração de energia solar.

Imagem são mil palavras

Se for um indicativo a expressão do presidente do Supremo, ministro Dias Toffoli, na foto com senadores favoráveis à prisão após a segunda instância, o petista Lula estará solto antes do fim de semana.

Assim é se lhe parece

Prestimosas “agências verificadoras de fake news”, de orientação nitidamente ideologizada, não acharam nada demais a notícia falsa sobre o porteiro mentiroso do condomínio de Bolsonaro.

Enquete pela culatra

O senador petista Humberto Costa (PE) perguntou em enquete no seu Twitter se “o nordestino concorda” com a afirmação do presidente Bolsonaro de que seu governo é um dos mais democráticos dos últimos anos. O sim venceu com 83% dos quase 86 mil votos.

Rindo à toa

Circulou em Brasília o ex-bilionário Eike Batista, agora lutando para ficar solto. Sua alegria no restaurante Oscar, do hotel Brasília Palace, terça, era como quando lia seu nome na lista dos mais ricos do mundo.

Amazônia desconectada

Auditoria do Tribunal de Contas da União não vê chances de o Programa Amazônia Conectada cumprir seus objetivos: dos 7,8 mil quilômetros de fibra ótica previstos em 2015, só 850 foram instalados.

Solidariedade conservadora

A edição brasileira do tradicional congresso conservador do partido Republicano, segunda fora dos Estados Unidos, arrecadou 282kg de alimentos. Tudo foi doado à Instituição Beneficente Israelita Ten Yad.

Black Friday à brasileira

Cliente das Casas Bahia tenta receber o dinheiro de volta após uma compra no site da empresa sem receber o produto. A empresa deu prazo de três dias para resolver o problema, mas já se passaram 15.

Pensando bem…

…se o Congresso cassasse parlamentares pelas besteiras que dizem, não sobraria ninguém.