ACM era dureza

222
FOTO: Divulgação

Foi durante uma greve de motoristas de ônibus em Salvador que o falecido senador baiano ACM apelidou de “Waldir Moleza”, que também chamaria depois de “Waldir Lerdeza”, o então governador da Bahia Waldir Pires. Chamado de “Toninho Ternura” ou “Toninho Malvadeza”, dependendo dos fatos políticos, ACM viveu dias de glória naquela greve, com o povo revoltado gritando nas ruas: “Chega de Moleza, queremos Malvadeza!”