“Este ano, o meu objetivo é vender pelo menos uma [refinaria]”

Roberto Castello Branco (Petrobras) sobre o início do fim do monopólio no Brasil

Ditadura Maduro acoita terroristas do Hezbollah

Um general que chefiou a inteligência da Venezuela revelou ao jornal Washington Post que células do grupo terrorista Hezbollah operam em diversas cidades daquele país, sob a proteção da ditadura, e ainda levantam fundos para o grupo. Segundo esse general, Cristopher Figuera, as operações estavam “focadas em atividades ilegais para financiar operações no Oriente Médio”. Desde 2009, autoridades – inclusive brasileiras – investigam o grupo Hezbollah na Venezuela.

Suspeita de ataques

A suspeita, em 2009, era de que o Hezbollah planejava atacar alvos israelenses na Argentina, Brasil, Uruguai, Paraguai e Peru.

Hezbollah sul-americano

A primeira denúncia sobre a atuação do grupo terrorista na América do Sul foi publicada em 2009 pelo jornal israelense Yedioth Ahronoth.

Acompanhamento

No início de 2019, o secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, denunciou a atuação do Hezbollah na Venezuela.

Classificação: terrorista

EUA, Canadá, Reino Unido, União Europeia, Austrália, Liga Árabe e Israel classificam Hezbollah como grupo terrorista há mais de 20 anos.

TCE avalia se B3 (ex-Bovespa) favoreceu ‘amigos’

O conselheiro Dimas Ramalho, do Tribunal de Contas de SP, examina denúncia contra a B3, ex-Bovespa, por assegurar “monopólio de fato” a uma empresa, Tecnobank, no milionário mercado de registro de contratos de financiamento de veículos. O caso gerou questionamento do Ministério Público ao Detran e aponta que a B3 garante 99% dos registros à aliada. São 13 oficialmente habilitadas a fazer esse tipo de registro em São Paulo, mas só uma empresa faz quase todos eles.

Nadando de braçadas

Graças às suas relações, a Tecnobank fez 2,5 milhões de registros e faturou mais de R$ 400 milhões em menos de dois anos.

Apontamento amigo

A B3 não faz o registro de contrato diretamente, mas realiza aquele “apontamento” maroto que beneficia uma única empresa.

Problema antigo

O problema é antigo. A Cetip, empresa incorporada pela B3 em 2017, detinha o monopólio dos registros até o Contran proibi-lo naquele ano.

Dias contados

O esvaziado Onyx Lorenzoni (Casa Civil), que perdeu até a articulação política para o general da Secretaria de Governo, jurou ontem que está “firme no cargo”, como dizem ministros com dias contados. A iminente demissão de Onyx foi confirmada a esta coluna por fontes do Planalto.

Olha teu quintal, madame

A Alemanha dizimou a Floresta Negra, sofre até hoje com chuvas ácidas e é o maior poluidor da Europa. Mas Angela Merkel se diz preocupada com o “desmatamento no Brasil”. Ouviu o que não queria.

A soma do afano

O bloqueio de R$ 78 milhões de Lula serve mais para mostrar o que foi afanado da Petrobras do que o saldo em sua gorda conta. O MP pede e a Justiça bloqueia, mas os valores nunca estão nas contas.

Sua majestade Luiza

A ex-modelo Luiza Brunet continua impressionando pela beleza e elegância. Ela circulou na tarde desta quinta (27) na Câmara, causando corre-corre entre os servidores. Todos queriam selfies ao lado dela.

Até grevista quer distância

Em Maceió, jornalistas em greve ficaram injuriados com a iniciativa de um grupo de realizar uma assembleia na sede do PT local. Já marcada e anunciada, a reunião teve que mudar de endereço.

Um herói em Tóquio

Em Tóquio, para a cúpula do G-20, Bolsonaro reencontrou um herói da diplomacia: o embaixador Eduardo Saboia, que corajosamente salvou o senador Roger Molina. Perseguido pelo regime da Bolívia, ele se asilou na embaixada do Brasil, para a irritação da petista Dilma Rousseff.

Empregos turbo

Uma das expectativas do governo com a reforma da Previdência é retomar investimentos e turbinar a geração de empregos até o fim do ano. Entre janeiro e maio, o Brasil gerou 351 mil empregos formais.

Adiós, hermano

Embaixador da Argentina em Brasília, Carlos Magariños está deixando o posto para se dedicar a atividades privadas. O ministro conselheiro Rodrigo Carlos Bardoneschi será anunciado o embaixador interino.

Pensando bem…

…ninguém leva 39kg de cocaína na mão na primeira vez que tenta traficar.