[the_ad id="288653"]

Chapa pré-definida em Valadares

FOTO: Igor França/DRD

Leonardo Monteiro e Dr. Luciano confirmam pré-chapa; Enes e Coronel Sandro buscam frente ampla com partidos da direita

GOVERNADOR VALADARES – O esboço do que será a corrida eleitoral para a Prefeitura de Valadares caminha para uma arena polarizada. De um lado, o PT aposta no nome de maior expressividade da região do partido. Do outro lado, partidos da direita articulam a candidatura ao Executivo de forma cirúrgica, a fim de aumentar capital político e mobilização de legendas.

PT

O Partido dos Trabalhadores já se adiantou e confirmou o lançamento da chapa à pré-candidatura para a Prefeitura. O deputado federal Leonardo Monteiro (PT) se encaminha para a segunda tentativa consecutiva de trazer ao partido novamente à gestão municipal. O nome dele não é novidade e vem sendo ventilado desde o 2º semestre de 2023. Para compor essa pré-campanha, o PT se alinha junto ao PDT e apresentou o vice dos vices, Dr. Luciano ao lado de Leonardo Monteiro. O médico está na chapa com uma bagagem política que, para os valadarenses, ainda está fresca na memória. Foi vice-prefeito no primeiro mandato de André Merlo (União Brasil), ficou em segundo lugar nas eleições municipais de 2020 contra o atual prefeito, e agora se junta ao PT como pré-candidato a vice-prefeito.

“A mudança que nossa cidade precisa depende de nós! É com essa vontade de conquistar um futuro verdadeiramente popular para nossa Valadares que eu e o Dr. Luciano gostaríamos de convidar a todos e todas para o lançamento da nossa pré-candidatura. Por meio da união e dedicação de cada um de nós é que avançaremos. A Federação Brasil da Esperança convida todos os militantes, simpatizantes e partidos amigos para estarem presentes!”, publicou nas redes sociais Leonardo Monteiro.

Coalizão empenhada em governar para todos

“A presença do Dr. Luciano entre nós é motivo de grande orgulho. Com uma trajetória impecável na área da saúde e um foco particular nas necessidades das mulheres, especialmente gestantes e puérperas, sua figura representa um acréscimo valioso à nossa equipe. […] O mais crucial, nesse momento, é nosso compromisso em formar uma coalizão verdadeiramente empenhada em governar e cuidar de todos os habitantes de Governador Valadares, sem exceção”, disse o PT ao DRD no dia 4 de abril.

O lançamento da chapa acontecerá no dia 18 de maio, às 9h, em um salão do bairro Esplanada em Governador Valadares.

Direita alinha frente ampla

Do outro lado do espectro político, o alinhamento dos partidos de direita se encaminha para uma frente ampla populosa de legendas, mas ideologicamente homogênea. Ao que tudo indica ficará para o Republicanos, com a liderança do deputado estadual Enes Cândido, o possível papel de representar o rosto dos partidos de direita.

“Neste momento, nosso principal objetivo é viabilizar uma candidatura sólida da direita na cidade. A proposta do Republicanos é que o nome do deputado estadual Enes Cândido seja o pré-candidato a prefeito. Essa frente de direita já conta com 10 partidos e o apoio de nomes importantes da política na região, como do deputado estadual Coronel Sandro (PL), o ex-prefeito e deputado estadual Mourão (PL), os deputados federais Euclydes Pettersen (Republicanos) e Hercílio Coelho Diniz (MDB), o senador Cleitinho (Republicanos) e o vice-presidente do Republicanos de Minas e suplente de senador, Alex Coelho Diniz. Além de empresários e outras lideranças políticas”, informou a direção do partido.

PL

Nesta guinada, o PL pode sair de cena como protagonista e assumir um papel de coadjuvante. Entretanto, oficialmente, o partido ainda mantém a pré-candidatura a prefeito de Coronel Sandro. O que não significa que a legenda não esteja estudando a possibilidade de compor um bloco da direita com outros partidos.

“O PL tem um pré-candidato à prefeitura de Governador Valadares. Esse pré-candidato é o deputado estadual Coronel Sandro, que é o que reúne na direita e no centro-direita as melhores condições de vencer a candidatura de esquerda no município. A ideia é não permitir que a candidatura do PT seja vitoriosa. O que o PL em Governador Valadares admite é fazer uma composição ampla para que haja um só candidato, se esse candidato se mostrar viável para vencer a eleição. E nesse grupo de eventuais candidatos que são viáveis, o Coronel Sandro é um que se apresenta com grande chance e com muitas possibilidades de liderar uma chapa majoritária para disputar a eleição contra a esquerda em Governador Valadares”, disse o PL. 

PP estuda candidatura de David Barroso a prefeito

O PP ainda corre por fora e tenta viabilizar um pré-candidato, além de valorizar o capital político da legenda. Ao DRD, Jamir Calili, que ocupa uma cadeira na Câmara Municipal, informou que não está mais na presidência do PP, porém, segue como pré-candidato a vereador, descartando a possibilidade de concorrer à prefeitura. “Nós vamos já homologar a chapa de vereadores e vamos indicar se o partido vai ter candidatura própria ou se o partido vai apoiar algum candidato colocado. Hoje, nós estamos trabalhando com a pré-candidatura do vice-prefeito David Barroso a prefeito. Essa é a candidatura colocada nesse momento. Eu não vou ser, eu não estou mais como pré-candidato”, disse Jamir Calili.

Por outro lado, o parlamentar também ressalta que o partido deve seguir uma linha mais independente, se afastando um pouco dessa polarização. “Até agora nós não temos conversas com nenhum grupo político. Ninguém nos convidou também para sentar à mesa. Nós temos uma conversa, na verdade, com o PSDB, sobre a possibilidade de PSDB, Solidariedade e PMN. É uma conversa preliminar, nada fechada. Nós sabemos que não vamos seguir com o Partido dos Trabalhadores e muito provavelmente nós não devemos seguir com outra candidatura dessas que estão colocadas. É uma possibilidade, mas isso vai ser discutido mais para frente. A gente está focado agora na chapa de vereador”, concluiu Jamir Calili.

Rosemary Mafra

Sobre as pré-candidaturas, vale a pena mencionar que, a fim de quebrar a polarização PL/PT, o PSB aposta em Rosemary Mafra. A advogada, que tem forte atuação em políticas sociais, se apresenta ao eleitorado como uma alternativa, uma via de centro, portanto, para a eleição municipal. Ao DRD, no mês de abril, o PSB admitiu que não será uma disputa fácil, mas reconheceu a necessidade de concorrer à Prefeitura de Valadares ainda mais levando em consideração a participação estratégica do partido em âmbito estadual e federal.

“O PSB tem grandes nomes nacional, estadual e municipal e aqui temos a advogada e professora Rosemary Mafra, que tem uma vida profissional e pessoal competente e honesta. O município de Governador Valadares está entre os principais colégios eleitorais do estado de Minas Gerais e com possibilidade de segundo turno. Portanto consideramos ser muito importante a eleição municipal para o PSB. O nosso diretório está ciente que não será uma disputa fácil, mas considera um desafio e uma honra a inserção do pré-candidato do partido na eleição de 2024”.

O PSDB, ex-partido de André Merlo, hoje no União Brasil, informou ao DRD que “está em conversas para construir uma candidatura”, afirmou Paulinho Costa, presidente do diretório municipal da sigla.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

[the_ad_placement id="home-abaixo-da-linha-2"]

LEIA TAMBÉM