Professores de todas as áreas podem se inscrever no projeto Semeando Cultura

FOTO: Divulgação

O Museu Mário Fava expande a participação no projeto Semeando Cultura a professores de todas as áreas. A princípio, o concurso era destinado a educadores das disciplinas História e Geografia. No entanto, devido ao interesse de profissionais de outras áreas de conhecimento, as inscrições podem ser realizadas por todos que atuam nas redes municipal, estadual e particular de Bariri até o dia 8 de novembro.

O projeto consiste na elaboração de uma redação dissertativo-argumentativa sobre a história de Mário Fava e a Carretera Panamericana, a primeira rodovia a ligar as três Américas. A produção – entre 30 e 40 linhas – deve ressaltar a importância do cidadão baririense para a história e o desenvolvimento cultural. Ela pode ser enviada até o dia 22 de novembro.

Para se inscrever é necessário enviar e-mail para o endereço eletrônico museu@museumariofava.com.br com o assunto Projeto Semeando Cultura. Logo após, o Museu encaminhará um link para que a inscrição seja efetuada.
Podem concorrer professores que estejam regularmente ativos, e que tenham disponibilidade para participar da premiação presencial em 30 de novembro, às 15 horas, no auditório Aziz Chidid Neto, no Museu Mário Fava.

Prêmios

Renata Prado, coordenadora geral do projeto, afirma que o vencedor será homenageado durante a solenidade do dia 30 de novembro e sua redação fará parte do livro “Lindinha e o Poeta contam a história de Giuseppe Mário Fava: o viajante das Américas”, do autor Paulo César Ramalho. Também será contemplado com exemplares do livro e o troféu Semeando Cultura.

Os classificados entre primeiro e quinto lugares serão premiados com brindes personalizados do Museu e um Kit com os três livros: “Eu não sabia que era tão longe”, de Osni Ferrari; “O Brasil através das três Américas”, de Beto Braga e “Museu Mário Fava – Histórias de Bariri”, de José Augusto Barboza Cava.

“A participação dos professores no processo de divulgação da história de Mário Fava e da Carretera Panamericana é fundamental. A iniciativa deste projeto do Museu junto aos professores é exatamente nesse sentido: fortalecer o papel dos mestres na disseminação e no resgate desta história”, destaca Maurício Tadeu de Andrade, coordenador do projeto educativo do Museu.

O Museu Mário Fava oferece visitas guiadas aos professores inscritos no concurso que tenham interesse em conhecer mais sobre a história de Mário Fava e a Carretera Panamericana, por meio da exposição de mesmo nome, que está em cartaz no Museu. Basta agendar a visita pelo WhatsApp do próprio museu: (14) 99674-8957.