[the_ad id="288653"]

Inglaterra marca nos acréscimos, supera Holanda e encara a Espanha na final da Euro

FOTO: Fifa.com

A Inglaterra conseguiu buscar uma virada contra a Holanda nesta quarta-feira (10), por 2 a 1, com um gol já nos acréscimos e será a adversária da Espanha na final da Eurocopa 2024, no próximo domingo (14), às 16h (de Brasília), em Berlim.

O gol salvador, que dará à seleção inglesa a chance de buscar o inédito troféu, foi anotado por Watkins, que saiu do banco para entrar no lugar de Harry Kane, autor do primeiro gol inglês na partida, na etapa inicial. O herói do jogo balançou a rede aos 46 minutos do segundo tempo, definindo uma partida marcada pelo equilíbrio –Simons foi quem inaugurou o marcador.

Holanda e Inglaterra entraram em campo sem um favoritismo claro, reflexo não apenas da campanha das duas seleções na Eurocopa, como do equilíbrio que marca o confronto. Antes do duelo nesta semifinal, as duas equipes tiveram 22 encontros, com nove empates, sete vitórias holandesas e seis inglesas.

Em partidas da Euro, uma vitória para cada lado e nenhum empate. Em 1988, a Holanda venceu por 3 a 1 e, em 1996, a Inglaterra saiu vitoriosa com o placar de 4 a 1.

No primeiro tempo do duelo desta quarta, foram os holandeses que abriram o placar, logo aos 8 minutos, com um bonito gol de Simons. Ele roubou a bola no meio de campo, avançou até a entrada da grande área e superou o goleiro Pickford com um chute forte e colocado.

Assim como na fase anterior, quando precisou reagir diante da Suíça, a Inglaterra conseguiu responder na sequência, em cobrança de pênalti de Harry Kane, aos 18 minutos. Com a igualdade, os ingleses passaram a ter mais controle do jogo e quase viraram com Fodden, mas Dumfries salvou uma bola em cima da linha.

Antes da virada para o segundo tempo, as duas seleções ainda acertaram uma bola. A Holanda com Dumfries, que finalizou de cabeça, e a Inglaterra novamente com Fodden, agora com um belo chute de longa distância.

O segundo tempo foi menos movimentado. A Holanda até aproveitou a queda no ímpeto da Inglaterra para ficar mais presente no ataque, mas não criou chances claras para definir a partida. Foram os ingleses que ficaram perto disso, quando balançaram a rede com Saka, mas o lance foi anulado por impedimento.

A igualdade se manteve até os acréscimos da partida, quando a Inglaterra chegou ao segundo gol, com Ollie Watkins, nos acréscimos.

HOLANDA

Verbruggen; Dumfries (Zirkzee), De Vrij, Van Dijk e Aké; Schouten, Reijnders e Xavi Simons (Brobbey); Gakpo, Malen (Weghorst) e Depay (Veerman). T.: Ronald Koeman

INGLATERRA

Pickford; Walker, Stones, Guéhi e Trippier (Shaw); Rice, Mainoo (Konsa) e Bellingham; Saka (Gallagher), Foden (Palmer) e Kane (Watkins). T.: Gareth Southgate

Local: Signal Iduna Park, em Dortmund (ALE)
Árbitro: Felix Zwayer (ALE)
Assistentes: Stefan Lupp (ALE) e Marco Achmuller (ALE)
VAR: Bastian Dankert (ALE)
Gols: Xavi Simons (7’/1°T), Kane (17’/1°T), Watkins (45’/2°T)
Cartões amarelos: Dumfries, Van Dijk, Xavi Simons (HOL), Bellingham, Saka, Gallagher (ING)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

[the_ad_placement id="home-abaixo-da-linha-2"]

LEIA TAMBÉM

Lyanco é o novo zagueiro do Galo!

🔊 Clique e ouça a notícia BELO HORIZONTE – O zagueiro Lyanco assinou contrato e é o mais novo jogador do Galo! O Clube chegou a um acordo para a