“Estamos conversando com a China”

Paulo Guedes, ministro da Economia. FOTO; Divulgação

Ministro Paulo Guedes (Economia) sobre a negociação de acordo de livre-comércio

Investigação pode isentar navio grego de culpa

O governo já desembarca da certeza de que o navio grego Bouboulina foi o responsável pelo despejo de petróleo que sujou o litoral brasileiro. Os gregos continuam na lista de suspeitos, mas em nível reduzido. Técnicos do Ibama e do Inpe sempre foram reticentes sobre o laudo da Hex, uma empresa de tecnologia geoespacial de Brasília. Mas não se consegue confirmar a culpa dos gregos. Navios-fantasma (“darkships”) e ecoterrorismo continuam sendo as suspeitas mais consistentes.

Mancha eram algas

Imagens de mancha de formato retangular, apontada pela Hex, seriam de grande concentração de material orgânico – algas e não óleo.

Óleo faz outro rastro

Segundo técnicos, o despejo de navio deixaria rastro muito comprido de petróleo no mar, algo que não se verificou na rota do Bouboulina.

Transponder ligado

Isenta o Bouboulina o fato de o comandante grego não haver desligado equipamentos de localização para “apagar pistas” do despejo de óleo.

Suspeita descartada

A Skytruth, empresa americana de análises do mar via satélite, descartou o navio grego. Já pesquisa da Ufal aposta em “darkship”.

Decisão absurda mantém privilégios em Itaipu

A Justiça do Trabalho adotou mais uma daqueles decisões absurdas que apenas dão força àqueles que defendem sua extinção: suspendeu a transferência dos empregados de Itaipu Binacional de Curitiba (PR) para Foz do Iguaçu. Nos governos petistas, apadrinhados e aspones contratados em Itaipu moravam em Curitiba, a 650 km da sede da empresa. Diretor de Itaipu binacional, o general Luna e Silva, determinou a mudança, mas a pelegada recorreu à sua própria justiça.

Namorada de Lula

Uma das funcionárias beneficiadas pela decisão da Justiça do Trabalho é a namorada de Lula, Rosângela da Silva, vulgo “Janja”.

Justiça aumenta gastos

A transferência fará Itaipu poupar gastos de R$ 5 milhões ao ano só com passagens aéreas entre Curitiba e Foz do Iguaçu.

Recurso contra absurdo

A decisão absurda da Justiça do Trabalho do Paraná é de primeira instância e, claro, Itaipu Binacional já avisou que vai recorrer do absurdo.

Pesos pesados

A presença de Igor Sechin na comitiva de Vladimir Putin mostra seu interesse em investir no Brasil. Sechin é seu maior amigo desde 1991 e CEO da petroleira russa Rosneft, uma das maiores do mundo. E fala português fluentemente, após morar nos anos 1980 em Moçambique.

Ocupação irritou Bolsonaro

A ocupação da embaixada da Venezuela por aliados de Juan Guaidó enfureceu Jair Bolsonaro. O presidente apoia Guaidó, mas considerou o momento o pior possível. Temia atrapalhar o êxito da cúpula do Brics.

Retrato na parede

O Brasil fez justiça a José Aparecido de Oliveira, criador da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP): o embaixador Pedro Brêtas Bastos, chefe da representação brasileira na entidade, em Lisboa, pendurou foto do saudoso mineiro em posição de destaque.

Brics é a prioridade

Havia tensão no Planalto, após a ocupação na embaixada, temia-se que servidores das embaixadas da Rússia e da China fossem atraídos à confusão. O Itamaraty tranquilizou: eles não se juntariam à baixaria.

Atitude vergonhosa

O ex-deputado e ex-delegado no DF Laerte Bessa (PL) foi flagrado em vídeo agredindo covardemente o porteiro e o síndico do prédio onde mora, em Brasília. Até desafiou o porteiro para “troca de tiros”.

Menos, ministro, menos

O presidente do Supremo, ministro Dias Toffoli, durante o julgamento da prisão em 2ª instância, disse que o STF é das cortes supremas que mais trabalham no mundo. E também cravou que se “trabalha muito” no Congresso. Tudo isso antes de decretar megaferiadão de uma semana.

PF maior

A direção da Polícia Federal autorizou esta semana a nomeação de 151 delegados, 194 agentes, 78 escrivães, 57 peritos criminais e 27 papiloscopistas. Vão trabalhar em 13 estados de todo o País.

Recordes seguidos

O segundo levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) prevê novo recorde de produção de grãos na safra 2019/2020. A estimativa é de 246,4 milhões de toneladas, um aumento de 1,8%.

Pensando bem…

…a ocupação da embaixada da Venezuela no Brasil chamou mais atenção da mídia e dos políticos que as várias invasões de vândalos a embaixadas do Brasil mundo afora.