“Não há risco de desidratação maior [na reforma da Previdência]”

FOTO: Divulgação

Senadora Simone Tebet (MDB-MS) sobre a esperada votação de segundo turno

Palocci implica Safra e seu banco em corrupção

Joseph Safra e o banco Safra são citados 68 vezes por Antonio Palocci em depoimento devastador à Polícia Federal sobre suas relações com o ex-presidente Lula. O ex-ministro confessa haver recebido propina do Safra e conta que o banco subornava Lula. Palocci conta até que indicou Rossano Maranhão, ex-presidente do Banco do Brasil, para presidir o Safra, tornando as relações “mais fluidas”. Três dias depois de indagado, Safra informou pela assessoria que não se pronunciaria.

Fase banco Safra

As acusações contra o banco Safra são tão graves que os meios jurídicos vivem a expectativa de uma fase da Lava Jato específica.

De mão beijada

No anexo 6 da delação, Palocci conta como a Aracruz Celulose, do grupo Safra, foi salva com R$ 2,4 bilhões liberados por ordem de Lula.

Contrapartida

Palocci revelou que Safra pagou os favores de Lula e Palocci com propina na forma de “doações” de R$ 2,5 milhões ao PT só em 2010.

Milhões e milhões

Pelos favores recebidos, segundo Palocci, Safra deu R$ 10 milhões à campanha de Dilma, em 2014, e R$ 2 milhões à de Haddad, em 2012.

Janot mantém regalia do passaporte diplomático

O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot renovou seu passaporte diplomático quando já estava fora do cargo, que deixou em setembro de 2017, e apesar de aposentado será portador da regalia ao menos até 2023, quando se encerra sua validade. O procurador geral tem direito a passaporte diplomático, segundo dispõe o decreto 5978, de 2006. Mas ex-procurador ou procurador aposentado, não.

Fila separada

O portador de passaporte diplomático tem acesso a fila separada e tratamento menos rígido no acesso aos países que visita.

Acesso franqueado

Em alguns países, que exigem visto de entrada, essa providência se torna dispensável para portadores de passaporte diplomático.

Vai recolher?

O Ministério das Relações Exteriores não explicou se e quando pretende recolher o passaporte diplomático do aposentado ex-PGR.

Histeria ambiental

O noticiário histérico faz parecer que as praias do Nordeste viraram um imenso tapete de petróleo. Não há uma única praia interditada em qualquer dos locais onde as manchas foram detectadas. E removidas.

Máquina de fazer dinheiro

O partido que menos receberá recursos públicos em 2020 será o PSC (Partido Social Cristão), que embolsará R$ 43 milhões para gastar como seus proprietários quiserem. Serão quase R$ 3,6milhões por mês.

Pequeno demais

Piora a cada dia o clima entre os senadores Major Olímpio (SP) e Flávio Bolsonaro (RJ). O PSL ficou pequeno demais para os dois, mas não se sabe ao certo quem está mais próximo da porta de saída.

Que País é este?

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) entendeu que uma mulher matou a companheira “por razão da condição do sexo feminino” e a denunciou por feminicídio. Fossem dois homens, o fator de violência doméstica, o verdadeiro problema, talvez seria irrelevante.

Polícia nova, lorota velha

A Câmara aprovou, em primeiro turno, a criação de “polícias penais”. Quanta bobagem. Após os seguranças virarem “polícia legislativa”, agora chegou a vez dos agentes penitenciários.

DF pioneiro

O Distrito Federal se tornou a primeira unidade da federação a analisar imunodeficiências primárias na triagem neonatal, o teste do pezinho ampliado. Hoje, até 90% dos recém-nascidos não são diagnosticados.

Proximidade com os EUA

Começa hoje, em São Paulo, às 19h20, a primeira edição do CPAC no Brasil. Realizado fora dos EUA pela segunda vez em 45 anos, o evento de políticos conservadores terá presença do presidente Jair Bolsonaro.

Brasil da soja

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou expectativa de produção de 245,8 milhões de toneladas de grãos na safra 2018/19. Somente a soja vai representar 120,4 milhões de toneladas.

Pensando bem…

…políticos não são mesmo tementes a Deus. Ou não ousariam atravessar o oceano em um avião pago com dinheiro do povo sofrido de Irmã Dulce para fingir devoção no Vaticano.