Biometria já alcança mais de 67% do eleitorado do país

0
497

Mais de 98,7 milhões de cidadãos realizaram o cadastro de suas impressões digitais na Justiça Eleitoral, o que corresponde a 67,65% do total dos 145,9 milhões de eleitores do país. Até o final do ano que vem, eleitores de 1.686 municípios de 16 estados deverão realizar a biometria, de acordo com a lista de localidades que integram a etapa 2019/2020 do Programa de Identificação Biométrica. O objetivo da Justiça Eleitoral é cadastrar biometricamente, nesta etapa, 35 milhões de cidadãos.

Compete aos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) executar e divulgar as metas do programa em sua área de circunscrição. Para obter mais esclarecimentos, o cidadão pode se dirigir a um cartório eleitoral, para consultar se o seu município está realizando o recadastramento biométrico obrigatório. O andamento da biometria por unidade da Federação e por cidade também pode ser acompanhado no Portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na aba Eleitor e eleições/Biometria/Acompanhamentos.

De acordo com o Provimento nº 7/2019 da Corregedoria-Geral Eleitoral (CGE), os municípios envolvidos na etapa 2019/2020 do programa encontram-se nos seguintes estados: Acre, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Rondônia, Santa Catarina e São Paulo.

Em Valadares

Em Governador Valadares, o cartório eleitoral está convocando os eleitores para o cadastro biométrico, para que elas possam participar das eleições do próximo ano. Devido ao alto número de eleitores das três zonas eleitorais, foi montado um atendimento especial em um espaço anexo ao cartório, para ajudar no atendimento, já que a sede do cartório estava pequena para atender toda a demanda. O anexo funciona na avenida Minas Gerais, 841, Centro. Até o final do mês de maio cerca de 25% dos eleitores de Valadares já haviam feito a biometria e o prazo para o processo ser encerrado é 20 de fevereiro de 2020.

É importante ressaltar que, recentemente, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cancelou os títulos de quem não votou nas três últimas eleições e esses eleitores também precisam fazer a biometria. Os políticos também estão de olho no cadastramento biométrico porque, se o cartório não atingir a meta esperada, a cidade pode ficar sem o segundo turno nas eleições do próximo ano. O motivo é o cancelamento de mais de 6 mil títulos de eleitores e a cidade precisa ter mais de 200 mil eleitores para ter o segundo turno. Em 2016, ano da última eleição municipal, a cidade tinha 203 mil. De acordo com o cartório eleitoral, no final de maio Valadares estava com 201 mil eleitores em condições de votar.