Venezuela sofre o apagão mais prolongado de sua história

0
146
FOTO: Divulgação

Caracas (AE) – A maior parte do território venezuelano permanecia ontem sem eletricidade, após 17 horas no apagão mais prolongado já sofrido pelo país sul-americano, imerso em uma crise econômica e num tenso quadro político. O presidente Nicolás Maduro determinou o fechamento de escolas e dependências do governo e pediu que os comerciantes não abrissem suas lojas, a fim de facilitar o serviço das equipes que tentavam restaurar o serviço. O apagão afetou 22 dos 23 Estados do país, segundo a imprensa local. Caracas, que até então não havia sofrido os problemas que enfrentam a rede nacional, permaneceu sem eletricidade desde a hora do pico da quinta-feira.