Valadarense levanta cinturão do Jungle Fight em BH

Max Dener venceu Elysson Machado por nocaute aos três minutos do primeiro round

O lutador valadarense Max Dener (Astra Fight Team) foi vencedor do Jungle Fight 96, considerado o maior evento de MMA da América Latina, realizado no último fim de semana no Clube Lacerda, em Belo Horizonte. Com a vitória, Dener soma a oitava conquista seguida na temporada. O lutador venceu Elysson Machado por nocaute aos três minutos do primeiro round. O combate foi válido pela categoria leve (70 quilos). De origem humilde, nascido no bairro São Tarcísio, Dener tem 30 anos e mora hoje em Itapema (SC). Seu sonho é chegar um dia ao UFC.

Dener, conhecido também como Naná, comemorou a vitória em Belo Horizonte. “Em todas as minhas lutas até hoje eu finalizei o oponente no primeiro round. Contra o Elysson eu tomei duas mãos e caí sentado, mas consegui me levantar e dar uma reviravolta no combate, e graças a Deus consegui vencer a luta. Todos os lutadores sonham em vencer o Jungle Fight. É um evento que pode abrir as portas para mim”, disse.

Com o cinturão na bagagem, o valadarense volta para Santa Catarina com foco no próximo combate, em um evento na Sérvia, ainda neste mês. O lutador relembrou alguns momentos do começo da carreira em Valadares: “Minha história é sofrida. Quem me conhece sabe que já passei muitos apertos na minha vida. Morei muitos anos fora da cidade e depois voltei. Comecei a lutar em 2008, através da ajuda do meu pai, que é faixa preta em jiu-jitsu. Já treinei na equipe do Diego Balloutta. Agradeço muito aos meus técnicos, Marcelo Brigadeiro e Alex Guerra, que me levaram a outros horizontes”.

Sobre o Jungle Fight, lutadores de todo o país consideram como o maior campeonato de artes marciais mistas (MMA) brasileiro. Criado pelo empresário Wallid Ismail em 2003, é listado em quinto lugar no “Top 10 eventos de MMA regionais”. Sete categorias de peso agrupam mais de 600 atletas de diversas nacionalidades e modalidades, revelando grandes campeões do esporte mundial que chegaram ao UFC, como José Aldo, Lyoto Machida e Fabrício Werdum.

por Eduardo Lima