Valadarense é morta nos Estados Unidos e marido é suspeito do feminicídio

Emerson teria sofrido um surto causado por ciúmes da esposa e passou a golpeá-la diversas vezes. Ele foi preso em flagrante. O corpo de Nathália será cremado nos EUA, após a conclusão dos trabalhos periciais.FOTO: Divulgação

A mulher, que foi morta a facadas, supostamente pelo marido, era moradora do bairro São Paulo e ele do bairro Nossa Senhora de Fátima antes de irem para a América do Norte

A notícia da morte brutal da housecleaner e também consultora de emagrecimento Nathália Paixão, nos Estados Unidos, pegou os moradores da comunidade de New Hampshire/EUA de surpresa. Ela chegou a ser levada para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com vizinhos do casal, no domingo, 28, eles teriam ouvido uma discussão na casa 58 da Branch Turnpike. O marido, Emerson Figueiredo, de 42 anos, estaria esfaqueando e chutando a esposa. Nathália era evangélica e, para os amigos, era uma pessoa simpática e trabalhadora. O marido também era considerado um homem bom, mas teria surtado por causa de ciúmes.

A valadarense deixou dois filhos, de 10 e 13 anos. No momento do crime, as crianças estavam no estacionamento do condomínio e viram quando o pai foi preso pela polícia de Concord. Segundo testemunhas, Emerson teria dito “sinto muito” aos dois filhos, enquanto era levado pelas autoridades. As duas crianças agora estão sob a custódia do Estado de New Hampshire.

Ainda não há informações sobre o velório e o traslado do corpo para o Brasil. Em maio deste ano, o estado de New Hampshire aboliu a pena de morte. Caso seja condenado, o brasileiro Wemerson Figueiredo pode pegar prisão perpétua. (Fonte: Eduardo Oliveira)