“Vai ter que resolver”

FOTO: Divulgação

Rodrigo Maia, presidente da Câmara, e o conflito de interesses na reforma tributária

Suspeito de terrorismo por enquanto fica no Brasil

O governo monitora o caso, mas por enquanto não atenderá ao pedido do FBI de extradição para os Estados Unidos do egípcio Mohamed Ahmed Elsayed Ahmed Ibrahim, que se casou com brasileira e vive legalmente no País. Nova regra criada pelo ministro Sérgio Moro (Justiça) facilita a deportação, mas não há nem mesmo mandado de prisão expedido pelo Egito, que o acusou de integrar “organização terrorista”. O FBI quer interrogá-lo sobre supostas ligações a Al Qaeda.

Apenas suspeita

O egípcio integrava o movimento al-Jamma al-Islamiya, que apoiava o então presidente Mohamed Mursi, deposto pelos militares em 2013.

Rei morto, rei posto

Militares acusaram de “terrorismo” os seguidores de Mohamed Mursi, sobretudo quem, como Mohamed Ahmed, fugiu do país após o golpe.

Sem processo não dá

Para o ministro Augusto Heleno, superior hierárquico da agência de inteligência Abin, a falta de processo judicial dificulta a extradição.

‘Refugiado’, não

O Supremo Tribunal Federal (STF) negou há dias o status de refugiado a Mohamed Ahmed, mas isso não altera sua condição de residente.

Pesquisa: 45% não ligam para o destino da Ancine

Pesquisa exclusiva realizada pelo instituto Paraná Pesquisa a pedido do site Diário do Poder e desta coluna mostra que quase metade dos brasileiros (44,7%) não se importa com o destino da Agência Nacional do Cinema (Ancine), “aparelhado” pelo PCdoB desde o governo Lula. O presidente Jair Bolsonaro estuda mudar a sede da Ancine do Rio para Brasília, mas também não descartou a extinção da agência reguladora.

Pouco ou nada

Para 20,1% dos entrevistados, a Ancine é “nada importante” e 24,6% classificam a importância como “pouca”. Mas 39,5% acham importante.

Mudança da sede

Em relação à mudança da sede da Ancine do Rio para Brasília, a maioria (47%) discorda, talvez pelos gastos, e 31,1% aprovam.

Dados técnicos

O instituto Paraná Pesquisa realizou 2.082 entrevistas em 174 municípios de todos os estados brasileiros entre os dias 5 e 9.

À espera de um ‘pedala’

Turistas brasileiros ficam impressionados com as mentiras reproduzidas contra o Brasil na imprensa europeia. E se impressionam também com o silêncio envergonhado dos embaixadores do Brasil.

A caminho da sabatina

O senador Fernando Collor (Pros-AL) será o relator da indicação do embaixador Ronaldo Costa para representar o Brasil na ONU, em Nova York. Diplomata hábil e admirado, ele foi por longo período um dos principais negociadores do acordo do Mercosul com a União Europeia.

Bem marromenos

O governo da Croácia já concedeu agrément ao diplomata Mauro Vieira para ser o embaixador do Brasil em Zagreb. Ele não queria, achava pouco para quem foi um chanceler. Mesmo que tenha sido de Dilma.

Cadê o protesto?

Voltou a fazer sucesso nas redes sociais o documentário “Slaget om kvalen” (“A batalha pelo tormento”) da rede de televisão NRK, da Noruega, que revelou em 2017 que 90% das baleias mortas por ano em águas norueguesas são fêmeas, e “quase todas” grávidas.

Apoio é amplo

A proposta de emenda à Constituição da Reforma Tributária começa a ser analisada nesta segunda (19), na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. O projeto foi assinado por 67 senadores.

Multas S/A

O jornalista Marcel Leal viajou dezenas de vezes entre Itabuna (BA) e São Paulo. Ele conta que nos últimos anos a profusão de radares, dois terços deles desnecessários, tornam a viagem mais longa. Há radares em retas de 2km exigindo 40km/h “sem ninguém por perto”, diz ele.

Melhorou muito

Em 17 de agosto de 1992 o Ministério da Saúde anunciava que casos de Aids no Brasil chegavam a 30 mil, com 13 mil óbitos. Em 2017 foram 37,8 mil casos, redução de quase 16% em relação aos anos anteriores.

Sarampo no Nordeste

A Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde aponta que há surto de sarampo em apenas uma cidade do Nordeste: Salvador (BA). Mas até agora não foram registrados óbitos.

Pensando bem…

…enquanto Bolsonaro fala no Alvorada, as coisas acontecem na Esplanada.