Uso de Pronomes

0
427

Conforme prometi, continuo hoje com os pronomes demonstrativos, de largo uso no falar e escrever diário. No artigo passado, abordei o uso desses pronomes no texto linguístico. Hoje falarei sobre o uso no espaço geográfico e no tempo. Por serem muito usados, esses pronomes são objeto também de muitos erros. Empregá-los corretamente não é tarefa difícil, muito menos impossível. Fiz um resumo para facilitar o estudo. Esse quadro está no meu livro Dicas de Português, esgotado. Já estou com mais uma edição preparada. Prepare-se…

Só para recordar, vamos dar uma lembrada nas pessoas da fala, da conversa:

  1. a) Primeira pessoa, EU, NÓS – a que fala;
  2. b) Segunda pessoa, TU, VOCÊ, VOCÊS, VÓS – a com quem se fala;
  3. c) Terceira pessoa, ELE, ELES – a de quem se fala.

Com essas ferramentas na mão, vamos ao trabalho…

PRONOME DEMONSTRATIVO – Tendo como referência as pessoas do discurso, o pronome demonstrativo indica a posição de um ser no espaço e no tempo.

         Situação no espaço               Pronomes demonstrativos

O ser indicado está próximo da pessoa que fala. Use o advérbio AQUI: Esta caneta (aqui) na minha mão é nova.

este, esta, estes, estas

O ser indicado está próximo da pessoa com quem se fala ou a pouca distância dela. Use o advérbio AÍ: Essa caneta (aí) é sua?

esse, essa, esses, essas

O ser indicado está longe das duas pessoas: da que fala e da com quem se fala. Use o advérbio LÁ: Aquela caneta (lá) na mesa é sua?

aquele, aquela, aqueles, aquelas

     Situação no tempo               Pronomes demonstrativos

Presente          este, esta, estes, estas

Passado ou futuro próximos              esse, essa, esse, essas

Passado ou futuro distantes               Aquele, aquela, aqueles, aquelas

Se você tiver alguma dúvida sobre esse ou qualquer assunto de nossa língua, entre em contato pelo meu e-mail: ilvececunha@hotmail.com. Terei o maior prazer em atendê-lo(a).

Ela foi a luz dos meus olhos, o chão dos meus pés, o sorriso dos meus lábios, o sol do meu horizonte. Sempre esteve comigo e estará até o meu último suspiro, pois seu rosto, seu carinho, seu constante sorriso, sua terna voz e suas sábias palavras e gestos estão forte e profundamente esculpidos, lavrados, cinzelados, inscritos para sempre em meu coração! Ozita Cunha! Ozita Cunha! Eternamente OZITA CUNHA!!!!

Essa mensagem também é dirigida a todas as MÃES e a todos os filhos…

À minha querida Amélia, colocada por Deus em minha vida, com quem passei a ser uma só carne, uma só vida, digo: não há palavras que possam delimitar o AMOR que sinto por você. Talvez estas lágrimas que dos meus olhos caem possam melhor traduzir esse sentimento… Você nos deu a Bethânia e a Annelise, mães como você, que nos deram a Ayla, a Laísa e o pequeno Raphael, todos insculpidos nas paredes deste velho coração… Parabéns, queridas!

Ilvece Cunha | Professor de Português