UFJF tem 13 cursos nota 4 ou 5 no Enade 2018

494
O curso de Ciências Contábeis do campus de Governador Valadares obteve nota 5 no ENAD Foto: divulgação

Treze cursos da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) obtiveram notas 4 ou 5 no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) 2018, cujos resultados foram divulgados pelo Ministério da Educação (MEC) nesta sexta-feira, 4. Os cursos considerados bons ou muito bons representam 86% das 15 graduações avaliadas.

Sete cursos receberam nota 5, sendo seis em Juiz de Fora (Administração, Ciências Contábeis, Direito diurno, Direito noturno, Psicologia e Turismo) e um em Governador Valadares (Ciências Contábeis). Outros seis cursos obtiveram nota 4, sendo quatro em Juiz de Fora (Design, Jornalismo diurno, Jornalismo noturno e Serviço Social) e dois em Governador Valadares (Administração e Direito).

A diretora de Avaliação Institucional, Michèle Farage, considera o resultado positivo. “Foi um desempenho geral bom. Dos 15 cursos avaliados, 13 obtiveram nota 4 ou 5, o que é considerado bom e muito bom. Mas para além das notas, junto com o resultado do Enade são encaminhados relatórios que detalham os desempenhos dos estudantes de cada curso, confrontando com outras instituições de ensino. Esses dados são importantes para análise dos colegiados e dos Núcleos Docentes Estruturantes de cada curso, que podem traçar estratégias conforme o desempenho dos alunos e alunas.”

O relatório traz ainda informações do Questionário do Estudante, aplicado aos discentes como etapa obrigatória para a participação no Exame. “Deste questionário são extraídos três componentes do conceito do curso que se baseiam nas opiniões dos alunos sobre organização didático-pedagógica e infraestrutura”, esclarece Michèle. Além desses dados, o relatório ainda aponta o desempenho de estudantes conforme ingresso na instituição. As informações ainda serão analisadas pela Diretoria de Avaliação Institucional.

As notas de todos os cursos da UFJF avaliados no Enade 2018 estão acima da média nacional.

Nota máxima

Segundo o coordenador do curso de Direito noturno, João Beccon, o resultado consolida o planejamento traçado pelo Plano Pedagógico do Curso, implementado em 2014, pelo qual visa se proporcionar ensino integral, humano, com a interação dos estudantes com a comunidade. “Além disso, o resultado reafirma a importância da UFJF, em que os estudantes são integrados na sociedade por meio dos diversos cursos de extensão e das pesquisas científicas realizadas. O conceito 5 foi construído por meio do tripé universitário de ensino, pesquisa e extensão. Nossa Faculdade tem a preocupação em promover um ensino multidisciplinar. A avaliação representa que estamos no caminho certo ao preparar alunos com pensamento crítico, bem inseridos no mercado de trabalho, com destaque nacional e internacional.”

O então coordenador do curso de Turismo à época da preparação para o Enade, Altair Sancho, celebra a nota máxima obtida pelo curso. “O período do Enade coincidiu com uma mudança na grade do curso de Turismo. Houve envolvimento de todo o corpo docente para repensar a graduação e tornar o currículo mais atual. No momento, há uma grade moderna, pela qual o aluno passa por disciplinas obrigatórias, para ter a base profissional, e eletivas para que eles possam moldar a carreira, seguindo os próprios interesses. O resultado do Enade é um reflexo de um corpo docente envolvido e de alunos dedicados e preparados para o Exame. Além disso, representa uma possibilidade de suprir as lacunas e fazer do Turismo um curso inovador, moderno, no qual se assimila a teoria e a prática. O resultado nos ajuda sempre a repensar o curso”, argumenta.

A coordenadora da Administração, Renata Bicalho, ressalta o esforço do curso em se manter no topo. “O curso de Administração tem uma trajetória bastante positiva, alcançando a pontuação máxima do Enade há alguns anos. Estamos mantendo nossa tradição e não nos acomodamos com os bons resultados obtidos. Sempre buscamos inovações, mudanças nas técnicas de ensino e nos interessamos pelas atividades que outras escolas de Administração, em âmbito nacional e internacional, têm estudado. É uma maneira para nos aperfeiçoarmos e capacitarmos nossos estudantes. Temos um corpo docente dedicado e nossos alunos são bem esforçados, tanto que fazem a prova apenas com o conteúdo aprendido durante a graduação. Ficamos muito orgulhosos com a avaliação alcançada.”

Outro curso que comemora o conceito máximo no Exame é o de Ciências Contábeis no campus Juiz de Fora. “Os alunos do curso, desde o início da graduação, são adaptados a uma cultura contábil, na qual há constantes alterações, legais ou estruturais, que fazem parte da profissão. Sempre os atualizamos para uma atuação de excelência nos contextos mercadológicos, empresariais e nas áreas de concursos e exames. Estamos satisfeitos com o conceito 5 obtido pelo Enade, pois mostra a continuidade de um trabalho docente que alcançou o mesmo resultado na última avaliação, em 2015. Isso aponta que continuamos com as mesmas dedicação e qualidade de ensino”, afirma o coordenador Rodrigo Ferraz.

A graduação em Ciências Contábeis do campus avançado também celebra a nota 5 no Enade. “A nota é resultado do absoluto esforço e dedicação de toda uma equipe, que acredita e luta por uma educação diferenciada e de qualidade nas universidades federais”. Foi assim que a coordenadora do curso de Ciências Contábeis da UFJF-GV, Schirley Policário, recebeu o resultado. “Ela representa uma vitória para todos os docentes, discentes, TAEs e para toda a região do Vale do Rio Doce. A conquista deve-se também ao apoio irrestrito dos campi sede e de Governador Valadares. Estamos muito felizes e realizados com a nota máxima do Enade e também por ela ter ficado acima da média nacional”, acrescenta.

Nota 4

Para o coordenador do Bacharelado em Design, Ivan Mota Santos, a nota 4 reflete um esforço da instituição em humanizar os ensinamentos passados para os estudantes. “O resultado é importante não só para o curso, mas para o Instituto de Artes e Design. Agora, somos um curso pleno, deixando de ser um Bacharelado Interdisciplinar, ou seja, o curso só tem a melhorar. Há de se ressaltar a postura dos alunos em relação à interdisciplinaridade e as notas voltadas a outros pontos, como os aspectos culturais, ligados a outras áreas do conhecimento humano. Isso mostra que a UFJF está apostando em profissionais completos, ligados não somente à técnica, mas às demandas do século XXI.”

De acordo com o coordenador do curso de Direito do campus avançado, João Paulo Araújo, a nota 4 reflete o avanço experimentado nos últimos anos. “As médias do curso foram superiores em comparação ao Estado, à região e ao país – tanto no componente de formação específica, como, e especialmente, no componente de formação geral, o que reforça a efetividade do modelo diferenciado que adotamos. Nos estratos das notas mais altas, entre 90 e 100 e entre 80 e 90, nossos estudantes alcançaram índices muito superiores em todas as comparações: 12 e cinco vezes mais que a média nacional, respectivamente. A notícia é igualmente motivo de honra e orgulho pelo trabalho que todos desempenhamos: educadores, TAEs e, principalmente, as alunas e alunos do nosso curso.”

Já a coordenadora do curso de Administração de GV afirma que a nota 4 obtida é a comprovação de que os esforços empregados em capacitação docente e em alinhamento com as demandas das comunidades interna e externa foram reconhecidos. “Nossa expectativa é que com o amadurecimento enquanto curso, com a reformulação do Plano de Cargos e Carreiras, e diante das realidades que percebemos com a unidade Vila Bretas, espaço de viabilização deste, teremos condições de buscar a nota 5 na próxima edição”, projeta Juliana Goulart.

Para o coordenador do curso de Ciências Econômicas em GV, John Leno, o resultado reflete o desempenho dos alunos e o amadurecimento da graduação. “Percebemos que o nosso curso tem dado uma formação mais ampla, técnica e com capacidade de raciocínio e de formulação de políticas públicas a partir do conteúdo que é ministrado em sala de aula. Os alunos que estão sendo formados pelo curso de Economia da UFJF em Governador Valadares são preparados para o mercado e também para os desafios que vão enfrentar em qualquer área em que atuem, tanto no setor público quanto no privado”. Os cursos de Ciências Econômicas em Juiz de Fora e em GV obtiveram nota 3 no Enade, o que é considerado suficiente.