Tratoristas são capacitados para operação e manutenção

FOTO: Divulgação

Eventos voltados para as necessidades do mercado de trabalho e para as necessidades da população rural são apenas uma das diretrizes do Sistema Faemg/Senar Minas na promoção de cursos de capacitação e qualificação. Um desses eventos é o curso de manutenção do TAP e operação com um implemento que visa justamente suprir as necessidades de um mercado cada vez mais competitivo.

Para investir na qualificação, os trabalhadores e produtores rurais de São Domingos das Dores, no Vale do Rio Doce, participam do curso de manutenção do TAP e operação com um implemento, que acontece a partir de segunda-feira (18), com previsão de encerramento para o dia 22 de novembro. A realização é do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São Domingos das Dores, em parceria com o Sistema Faemg/Senar Minas.

O curso terá instrução de Agostinho Marcelo Bossi. Ele explica que “TAP” significa Trator Agrícola de Pneu, um equipamento fundamental nas propriedades para agilizar e modernizar o trabalho – desde que operado por profissionais capacitados.

Agostinho ressalta a importância desse curso para os participantes. “É muito difícil desenvolver o trabalho no campo sem o uso de um trator. Operações como o preparo do solo, aplicação de insumos agrícolas, a semeadura e a colheita são atividades em que o trator atua, e isso depende do desempenho do operador em várias funções. Na contramão disso, infelizmente, ainda é muito pequeno o número de pessoas preparadas adequadamente para executar tarefas com as máquinas, daí a importância desse curso”.

Nanuque

Recentemente, entre os dias 5 e 9 de novembro, o município de Nanuque, no Vale do Mucuri, também recebeu o mesmo curso de Mecanização agrícola: Manutenção do TAP e Operação com um Implemento. Na ocasião, o evento promovido pelo Sindicato dos Produtores Rurais do município, no Parque de Exposições da cidade, teve nove participantes e instrução de Raymundo Antônio Ramos.

Ele destacou que, no curso, as aulas teóricas e práticas abordaram as regras e leis da Norma Regulamentadora 31, que trata da saúde e segurança do trabalhador; leis para a conservação e preservação do solo e da água; condução de máquinas pesadas em vias públicas; e a estrutura da retroescavadeira, entre outros.

“É muito importante realizar esses eventos, porque eles regularizam os profissionais para o exercício da profissão, conforme normas do Ministério do Trabalho e também conforme instrução da NR 31. É ainda uma oportunidade para os profissionais, uma vez que eles receberão o certificado de conclusão do evento, quando aprovados”, ressaltou o instrutor.

A mobilizadora Rosilane Reis dos Santos destacou que, no grupo de nove participantes, havia uma participação feminina. “Muitos até acham incomum a participação feminina nesse tipo de evento, mas a cada dia a mulher tem ocupado o seu espaço nas mais diversas áreas de atuação. Foi excelente a participação da Ellen Rocha. Ela já trabalhava para um empresário rural da região, mas, no momento, está parada. Porém, ela tem acesso às máquinas e queria aperfeiçoar seus conhecimentos, para buscar uma vaga no mercado de trabalho”, contou a mobilizadora.

Santa Rita de Minas

O município de Santa Rita de Minas também recebeu o mesmo curso de Mecanização agrícola: Manutenção do TAP e Operação com um Implemento. Na cidade do Vale do Rio Doce, o curso teve a participação de 11 pessoas, instrução de Antônio Rodrigo da Rocha e realização do Sindicato dos Produtores Rurais de Caratinga.