Traficante da capital é preso em Galileia com drogas, armas e munições

720
Com a prisão de “Alex Calcinha” a PM evitou o aumento do tráfico de drogas na região Uma pistola roubada da PC, armas, drogas e munições foram apreendidas em duas casas num distrito de Galileia. FOTO: Divulgação
“Alex Calcinha” tem uma vasta ficha envolvendo tráfico e homicídios, entre outros crimes. Em Galileia ele foi preso com uma pistola roubada, munições e drogas. FOTO: Divulgação.

Um dos traficantes mais procurados de Belo Horizonte foi preso na tarde de terça-feira no distrito de Sapucaia do Norte, que pertence à cidade de Galileia, distante 65 quilômetros de Governador Valadares. Alexandre Hermínio Rosa, 40 anos, vulgo “Alex Calcinha”, estava escondido em uma casa onde foram localizadas armas, cartuchos e drogas. De acordo com a Polícia Militar, o homem é acusado de vários homicídios e tráfico de drogas na capital e estaria em Galileia para implantar uma célula criminosa, que expandiria seus negócios na região do Vale do Rio Doce.

Ainda de acordo com a PM, Alex Calcinha é considerado um dos principais chefes do tráfico de drogas do aglomerado da Serra, região centro-sul de Belo Horizonte. Ele já estava sendo monitorado há algum tempo e a operação que resultou em sua prisão teve a participação de policiais das unidades de Belo Horizonte e Governador Valadares. De Galileia ele foi trazido para a Delegacia Regional de Governador Valadares, onde foi autuado em flagrante por porte de armas e drogas.

Durante a operação a Polícia Militar monitorou dois imóveis que possivelmente estariam sendo utilizados pelo acusado. Após confirmação visual de que o indivíduo estaria em uma das residências monitoradas, foi montada uma operação para efetuar sua prisão e ao mesmo tempo cumprir o mandado de prisão que estava em aberto, pelo crime de tráfico de drogas.

Na residência os militares encontraram um pacote com 11 gramas de maconha. No quarto do casal foi localizada uma barra da mesma substância pesando 22 (vinte e duas gramas). A PM questionou a existência de outra residência e a informação foi de que havia alguns móveis em outro imóvel, onde estariam uma pistola e drogas.Durante buscas no segundo imóvel os militares localizaram mais três barras de maconha (pesando o total aproximado de 380 gramas) e uma pistola Glock (a qual, em consulta no sistema REDS, constatou-se ter sido furtada da Polícia Civil no ano de 2016, em Belo Horizonte).

Foram localizados também um aparelho para recarga artesanal de munições, 16 estojos vazios no calibre nominal 32.Alex ainda é acusado e investigado pelos crimes de tráfico ilícito de drogas e homicídios, todos na região metropolitana de Belo Horizonte.

Resultado total da operação: residência 1 – 1 porção de maconha pesando 11 gramas e outra pesando 22 gramas.Residência 2- 1 pistola Glock 380 carregada e 4 carregadores;1 meia com 151 munições 380; 3 barras médias de maconha; 3 munições calibre 38; 16 estojos vazios calibre 32; aparelho para recarga manual de munições; diversas esferas de metal.