Terceira fase da ação contra Samarco no Reino Unido começou

0
792
Uma fila enorme começou a ser formada logo pela manhã por pessoas que foram preencher os formulários. Movimento hoje deve se repetir.FOTO: Raimundo Santana

Começou no dia 26 de janeiro a terceira fase da ação contra a Samarco no Reino Unido. Os advogados de Governador Valadares, junto com o escritório de advocacia SPG Law, do Reino Unido, abriram uma nova ação judicial contra a empresa societária Samarco, chamada de BHP Billiton, relacionada ao desastre ambiental ocorrido no dia 5 de novembro de 2015.

Nessa terceira fase o cidadão vai preencher um formulário destacando qual foi seu prejuízo real. O processo de preenchimento dura em torno de 10 minutos, com o auxílio de funcionários da central de atendimento da SPG Law. Ao término do preenchimento, o questionário é enviado em inglês para o escritório central no Reino Unido. Na primeira, fase 130 mil pessoas entraram com ação. Nessa terceira fase, só no dia 30 de janeiro, 2099 pessoas responderam ao questionário.

Na primeira fase foram recolhidos nomes, CPF, endereço. A segunda fase foi de reunião de documentações, assinaturas de contrato, procurações. E essa etapa ainda está acontecendo. “Essa segunda etapa ainda está acontecendo, ou seja, as pessoas que ainda não assinaram os documentos devem procurar seu advogado e assinar até dia 18 fevereiro”, explicou o coordenador da Central de Atendimento da SPG Law, o advogado Elias Souto.

De acordo com Elias Souto, essa nova fase é um questionário que o cidadão vai individualizar o que teve de prejuízo. “As pessoas vão responder no questionário, por exemplo: se ficaram sem água por 10 dias ou 15 dias, se tiveram prejuízo material, se tiveram problemas de saúde. Essa é a oportunidade de contar para corte Britânica qual foi o prejuízo que elas tiveram. É muito simples preencher o questionário. Não leva mais do que 10 minutos, com uma atendente explicando todas as perguntas. Ao fim do questionário é gerado automaticamente um texto em inglês, para a ação que está em curso na Inglaterra.

O coordenador esclarece que o cidadão que não entrou com ação não poderá mais entrar.  “Na informação passada pelo escritório SPG Law, o prazo final para entrar com a ação foi 26 de outubro. Não há previsão de adicionar novos nomes, pelo menos até agora. Ainda não temos conhecimento disso. Caso apareça uma nova oportunidade, informaremos à comunidade e aos advogados de modo geral”.

Elias Souto esclarece que cada cliente tem seu advogado. Esse passo é simplesmente para preencher o questionário. “O prazo para o preenchimento do questionário vai até o dia 25 de fevereiro. Peço que todo cidadão que deu entrada na ação venha preencher o questionário para dar continuidade”.

O coordenador convida todos os advogados para que venham conhecer essa nova fase. “Se o advogado precisar entrar para conhecer a estrutura não vai pegar fila nenhuma. É importante que todo advogado venha entender esse processo e tirar as dúvidas. Peço que repliquem aos seus clientes que esse questionário é fundamental. Não respondendo ao questionário, o cliente vai deixar de fazer parte da ação.”

Para esta terceira fase é necessário que todo cidadão traga os documentos pessoais. No caso de menores, não é necessária a presença deles, basta o pai ou a mãe trazer a documentação. A central de atendimento fica na avenida Minas Gerais, esquina com a rua Bárbara Heliodora, 399, Centro, e o atendimento é de segunda a domingo, das 7h às 19h.

por Angélica Lauriano | angelica.lauriano@drd.com