Sicoob AC Credi recebe cooperados para Assembleia Geral

Na última terça-feira (23), o Sicoob AC Credi recebeu seus cooperados para mais uma Assembleia Geral. A reunião aconteceu no auditório da Associação Comercial e Empresarial de Valadares. Na oportunidade, foram apresentados os resultados referentes ao exercício 2018, a aprovação da reforma do estatuto social, o destino dos recursos e a realização da eleição do novo Conselho Fiscal.

A assembleia, em caráter ordinário e extraordinário, foi conduzida pelo presidente do Conselho de Administração, Ivo de Tassis Filho, que inovou, iniciando com uma breve reflexão sobre a missão e a visão da Cooperativa, dando destaque para a inclusão dos valores e da estratégia, a base da cultura cooperativista, que veio traduzir o modo de pensar e agir da instituição e de seus colaboradores, a ser transmitido aos cooperados e comunidades todos os dias.

Na sequência, foram tratadas questões importantes como: a valorização dos cooperados através da remuneração do capital; a destinação dos resultados na ampliação do fundo de reserva; a utilização do FATES na capacitação dos cooperados e no valor creditado em conta corrente dos cooperados, proporcionais aos resultados, além do “Pague e Ganhe”, que evidenciou o crescimento do número de pagamentos via mobile e computador e no valor recebido em conta corrente pelos cooperados.

Foi apresentada, ainda, a alavancagem do resultado da Cooperativa no último ano, que oportunizou condições ainda melhores aos cooperados, sem falar do destaque feito à economia que eles tiveram em suas operações apenas por escolherem uma cooperativa de crédito a uma instituição bancária.

A cooperada Vanessa Magalhães se disse orgulhosa dos resultados. Ela esteve pela primeira vez na Assembleia Geral e considerou o ato bastante esclarecedor, destacando que a condução leva as pessoas a refletirem sobre o que realmente é seu. “O Sicoob AC Credi é nosso. Por isso, fiquei muito feliz ao ver o sucesso da instituição, poder conhecer os números de forma transparente e saber como é ter poder de voto. Se todo brasileiro compreendesse a necessidade desse tipo de participação, conseguiríamos desenvolver o que é nosso, desde a cooperativa ao nosso lar”, comenta.

Segundo Tassis, não existe satisfação maior para uma cooperativa do que receber seus cooperados no ato mais importante realizado por ela. “Sentimos na pele que as pessoas acreditam no cooperativismo. Essa participação só agrega valor, amadurecendo nossas decisões, nos ajudando a trilhar novos caminhos, permitindo a transmissão de informações relevantes ao conhecimento comum e ainda prestar contas daquilo que foi decidido no ano anterior, de forma transparente, justa e democrática. Isso é ser cooperativa”, afirma.