Sesi realiza Varal Solidário

361
Cerca de mil peças foram arrecadadas e expostas no Varal Solidário

Com o objetivo de valorizar a doação e a reutilização de peças de roupas, alunos do 8º ano do Sesi/Fiemg de Governador Valadares realizaram ontem (12) o projeto “Varal Solidário”. A doação aconteceu na porta da escola, na rua Treze de Maio, no bairro São Paulo. A iniciativa busca ajudar o próximo com doações de roupas e cobertores na época mais fria do ano.

Anualmente, a Fiemg Regional Rio Doce, em parceria com os Sindicatos Empresariais e o Sindicato dos Contabilistas de Governador Valadares (Sindicont), realiza a Campanha do Agasalho. Neste ano, a ação ganhou reforço, com a participação do Sesi e do Senai. A campanha coletou agasalhos e cobertores de 6 de maio a 20 de junho e totalizou mais de mil peças, que foram entregues nos pontos de coleta. A ação foi idealizada pelos estudantes do 8º ano, sob a supervisão da pedagoga Beatriz Lopes.

De acordo com Beatriz, o “Varal Solidário” é uma ação anual da Rede Sesi de Virtudes, que tem o objetivo de desenvolver a consciência e a reflexão dos alunos para questões que permeiam a sociedade. “Todos os anos trabalhamos com os alunos uma virtude diferente e, neste ano, os alunos do 8º ano ficaram responsáveis pela virtude da solidariedade. Não vale ponto, mas vale a participação social. Já tivemos arrecadação de alimentos e livros. Como esse é o período mais frio do ano, os próprios alunos tiveram a ideia de organizar o varal solidário. Agradecemos a parceria dos familiares, dos alunos, da Fiemg Regional Rio Doce e da comunidade, que fizeram suas doações”, disse.

Ao longo do dia, o Varal Solidário coloriu a calçada da escola com peças de roupas, cobertores e calçados. “O resultado foi muito positivo. Quem passou próximo ao varal não deixou de levar uma peça de roupa. A ação emocionou os alunos e funcionários. Ações simples como essa podem fazer a diferença na vida das pessoas. Muitas vezes não paramos para pensar nas pessoas que não têm condições de comprar um agasalho”, avaliou Beatriz.

por Eduardo Lima | eduardolima@drd.com.br