Seminário sobre coleta seletiva em Valadares apresenta resultados

O seminário teve como objetivo apresentar os resultados de uma discussão sobre o formato da ampliação da coleta seletiva.Crédito da foto: Alexandre Venâncio/Univale TV

Um importante trabalho desenvolvido em prol do meio ambiente em Governador Valadares teve continuidade nesta semana. O “Seminário Coleta Seletiva”, realizado pela Prefeitura, reuniu representantes do Município, associações de catadores e diversos setores da sociedade para apresentar os resultados de uma discussão sobre o formato da ampliação da coleta seletiva.

Atualmente, Valadares recebe apoio técnico do Estado, por meio da Fundação Estadual do Meio Ambiente (FEAM) e Instituto de Gestão de Políticas Sociais (GESOIS), que utiliza uma metodologia de três fases para criar ou promover a coleta seletiva: diagnóstico, planejamento e execução.

O engenheiro responsável pelo gerenciamento de resíduos sólidos do Município, Arthur Campos, ressalta que a cidade já se encontra na segunda fase. De acordo com ele, a coleta seletiva disponível no território urbano da cidade abrange 65% da população, mas é necessário que os moradores façam sua parte separando os resíduos.

Dados e propostas

Levantamento feito pelo Município apontou que 22,64% dos resíduos produzidos pela população têm potencial para serem reciclados, o que equivale a 1,2 mil toneladas por mês. Desse total, o engenheiro destaca que apenas 150 toneladas são coletadas. Os números demonstram a necessidade de avanço.

Entre as propostas discutidas para a ampliação, estão o apoio para o fortalecimento da Associação dos Catadores de Resíduos Sólidos Reciclando Hoje Por Um Futuro Melhor (ASCARF), e uma coleta mista, onde a Prefeitura disponibilizaria caminhões e motoristas e geriria as rotas da coleta, beneficiando, ainda, outras associações como a ASCANAVI.

O seminário foi realizado no auditório da Secretaria Municipal de Saúde e organizado pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Viários (SMOSU), por meio do Departamento de Limpeza Urbana. Além das instituições citadas, o evento contou com a participação de representantes do Ministério Público de Minas Gerais, Univale e Secretaria Municipal de Assistência Social,