Representatividade

549

Sambista, jornalista e gente boa, Sérgio Cabral, pai do ex-governador do Rio condenado a mais de 200 anos de prisão, era vereador quando foi abordado em um restaurante por um sujeito mal-educado: “E aí, ainda tem muito ladrão lá na Câmara?” Cabral lembrou que havia também vereadores dignos e dedicados e pôs fim ao papo de um jeito que o homem ficou sem saber se era elogio ou insulto: “Fique tranquilo: o senhor está muito bem representado…”

___

Com André Brito e Tiago Vasconcelos |  www.diariodopoder.com.br