Renan promete acionar Conselho do Ministério Público contra Dallagnol

Senador Renan Calheiros . FOTO: Divulgação.

O senador Renan Calheiros (MDB-AL), que vai disputar a presidência do Senado em fevereiro, afirmou em seu perfil no Twitter que irá entrar com uma representação no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) contra o procurador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, que tem encabeçado, em suas contas nas redes sociais, um abaixo-assinado a favor do voto aberto.

“Quando fevereiro chegar, entraremos no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) contra Deltan Dallagnol, que continua a fazer política com declarações, tweets e retweets”, escreveu o alagoano. “Agora, sem os seus parceiros Janot (aposentado) e Miller (aprovado em concurso de juiz federal)”, acrescentou, se referindo ao ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot e ao ex-procurador Marcello Miller.

Renan vem desde o ano passado fazendo citações nas redes sociais contra Janot e Miller. O ex-procurador, que já atuou diretamente no gabinete de Janot, é suspeito de ter advogado em favor do grupo J&F, controlador da JBS.

Ontem, Renan também já havia criticado o procurador da Lava Jato. “Deltan Dallagnol continua a proferir palavras débeis, vazias, a julgar sem isenção e com interesse político, como um ser possuído.”

por Marcelo Osakabe da Agência Estado