“Reforma vai prejudicar o trabalhador Rural”, diz Leonardo Monteiro

0
371
A presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), a deputada federal GleisiHoffman, e o deputado federal Leonardo Monteiro estarão em Governador Valadares nesta sexta-feira (29). FOTO:Divulgação.

De Brasília, o deputado federal Leonardo Monteiro (PT) disse ao DIÁRIO DO RIO DOCE, por telefone, que irá seguir as orientações de Gleisi Hoffmann, mas ressaltou que é preciso ouvir também a opinião do restante dos militantes do partido. “A vinda da Gleisi a Valadares será um passo importante para discutirmos a proposta da reforma da Previdência. Vamos demonstrar para a população que essa proposta do Governo Federal é inaceitável e só retira direitos dos trabalhadores”, disse.

Segundo o deputado petista, o ponto mais crítico na proposta é a redução do Benefíciode Prestação Continuada (BCP), atualmente de um salário mínimo, paraR$ 400,00. “Não tem como um idoso sobreviver ou comprar remédios com esse valor de benefício. Esse valor é injusto e imoral. É um debate que levaremos ao Congresso para não ser aprovado”, disse.

Sobre a reforma na aposentadoria rural, Monteiro também se posicionou contrário. A mudança na aposentadoria enviada ao Congresso prevê 60 anos tanto para homens quanto para mulheres, com contribuição de 20 anos. A regra atual é 55 anos para mulheres e 60 anos para os homens, com tempo mínimo de atividade rural de 15 anos. “O trabalhador rural será o mais prejudicado com essa reforma, principalmente a mulher, que trabalha tanto no campo e tem que cuidar da casa e da família. Por que não permanecer no modelo atual? Estão querendo tirar o direito que o trabalhador pobre tanto sonha”, concluiu.