“Projeto Cores” acontece na Pediatria do Hospital Municipal

89
FOTO: Divulgação

Pensando no bem-estar de pacientes, servidores e familiares de crianças internadas no setor de Pediatria do Hospital Municipal (HM), o “Projeto Cores”, desenvolvido por servidores do Município e colaboradores, está dando seus primeiros passos. Ele é baseado em três pilares da Política Nacional de Humanização (PNH): ambiência, acolhimento e valorização do trabalho e do trabalhador do hospital.

O projeto é resultado de pesquisas e da mobilização da atual gerente do setor, Poliana Litting, e de colaboradores, que buscam fazer do ambiente hospitalar um local mais humanizado para todos. “Amo o que faço e, no intuito de melhorar cada vez mais, vi algumas ações que foram desenvolvidas no Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba, e percebi que, de acordo com nossa realidade, podemos aplicar aqui”, pontuou.

De acordo com Poliana, o cenário precisa ser entendido para ser modificado e melhorado. “Só o fato de uma família procurar atendimento médico para uma criança já gera estresse nos pais e na própria criança. Se ao chegar aqui eles encontrarem profissionais desmotivados e sobrecarregados, consequentemente vão ter atrito, o ambiente vai ficar insustentável, pode comprometer o atendimento, e é isso que queremos mudar”, afirmou.

Uma das ações do projeto foi a implantação do “Cinema na Pediatria”, que acontece de 15 em 15 dias na área de convivência. Ele foi sugestão de uma paciente que estava há muito tempo internada e queria ver um filme com os amiguinhos. “Essa iniciativa foi muito mais do que colocar um filme para as crianças assistirem. Interligamos setores e pessoas. O técnico que fez a instalação dos equipamentos pôde conhecer a criança, se emocionou ao receber um abraço de agradecimento e junto dela acompanhou a exibição”, contou.

A Pediatria do HM, assim como todos os setores da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), atende demanda de toda a região e, mesmo diante das irregularidades nos repasses de recursos pelo Estado, está se empenhando ao máximo para continuar a oferecer aos pacientes um serviço humanizado e de qualidade. E aos poucos tem fomentado em todos conceitos e valores que podem ser usados no ambiente de trabalho ou em casa, e que dão à rotina das pessoas mais leveza, que, por sua vez, promove bem-estar e melhor qualidade de vida.

A apresentação do projeto foi feita nesta quinta-feira (12) e contou com a presença de representantes da direção de Assistência Hospitalar, Serviço Social, Departamento Jurídico, Setor de Qualidade, enfermagem e técnicos de enfermagem.