Polícia Civil apreende drogas sintéticas em Valadares

361
A arma de fabricação caseira e as drogas foram apreendidas e as suspeitas levadas para a Delegacia Regional e depois encaminhadas para o Presídio. FOTO: Galvão

A Polícia Civil de Governador Valadares apreendeu na noite da última quarta-feira, 26, mais de 80 comprimidos de ecstasy, uma arma de fogo de fabricação artesanal e outros materiais. A apreensão é o desdobramento de investigações iniciadas na semana passada, quando um homem foi preso com vários comprimidos semelhantes a ecstasy, além de frascos de “loló”.As investigações tiveram início na última sexta-feira, 21, após denúncias de que M.H.C.S., de 26 anos, estaria vendendo drogas sintéticas – ecstasy, MD (metilenodioximetanfetamina – princípio ativo do ecstasy) e “loló” – em vários bares e em festas de música eletrônica na cidade, tendo como público-alvo universitários.

Na ocasião da prisão, o suspeito estava na companhia da namorada, K.D.A.M, de 20 anos, que passou a ser monitorada pela PC.Dando continuidade às diligências, os policiais civis acompanharam a rotina de K.D.A.M. e chegaram ao imóvel da tia do namorado dela, A.C.S., de 45 anos, residente no bairro Figueira do Rio Doce. Na casa da mulher foram localizados, no armário da cozinha, dois frascos, um com 28 comprimidos de ecstasy e outro com 60 comprimidos da mesma substância. Ainda durante as buscas, foi encontrada no quintal da casa uma arma de fogo de fabricação artesanal. Segundo a mulher, as drogas seriam de propriedade de K.D.A.M., que estaria agindo a mando do namorado.

Diante da informação, a equipe foi até a casa de M.H.C.S. e prendeu K.D.A.M.. Na carteira da mulher ainda foi encontrado um frasco com substância em pó semelhante a MDMA (metilenodioximetanfetamina).As duas mulheres, juntamente com o material arrecadado, foram conduzidas à Delegacia, onde foram ratificados os flagrantes, por tráfico de drogas. em seguida, elas foram encaminhadas ao Presídio, onde permanecem à disposição da Justiça.