Polícia Civil apreende dois veículos com suspeitas de adulteração em Valadares

0
216
Os veículos foram apreendidos e vão passar por perícia para confirmar se houve clonagem ou alteração na identificação dos chassis.FOTO: Divulgação Polícia Civil

A Polícia Civil de Minas Gerais, através da Delegacia Patrimonial de Governador Valadares, apreendeu na noite de terça-feira (2), dois automóveis suspeitos de adulteração. Um dos veículos apresentava indícios de adulteração no chassi e documentação atrasada desde 2011, e o outro, que seria de uma locadora de Belo Horizonte, havia sido alugado e estava desaparecido desde fevereiro de 2018.

Na manhã de ontem, durante diligências, uma equipe de policiais civis se deparou com um condutor que apresentava atitude estranha. Ele conduzia um automóvel de carga com placas de Cascavel/PR. Diante da suspeição, os policiais fizeram uma abordagem e verificaram que o automóvel estava com o Certificado de Registro de Licenciamento de Veículo (CRLV) de 2011. Além disso, foi constatado que o chassi possuía indícios de adulteração.

Questionado sobre a propriedade do veículo, o condutor, de 47 anos de idade, disse não ter o Certificado de Registro (CRV). Ele informou, apenas, que teria adquirido o bem de um homem na cidade de Capitão Andrade/MG, distante aproximadamente 40 km de Governador Valadares.

No mesmo dia, a PCMG recebeu informações de que outro veículo do tipo sedan estaria abandonado em via pública. Uma equipe se deslocou até a rua Afonso Pena, onde encontrou o automóvel estacionado, com o vidro traseiro quebrado e sem a chave de ignição. No interior do carro, que tinha placas de Vitória da Conquista/BA, os policiais localizaram um CRV e um CRLV possivelmente falsos. Em consulta ao sistema informatizado, a PM constatou que o carro era de propriedade de uma locadora situada em Belo Horizonte, e possuía queixa de furto/roubo desde fevereiro de 2018.

Os dois veículos foram recolhidos e encaminhados ao pátio credenciado ao Detran/MG e os documentos apreendidos serão devidamente periciados. As investigações continuam, a fim de identificar os envolvidos.