PF fez operação em dois escritórios da Receita para apurar acesso a dados de Jair Bolsonaro

0
133

A Polícia Federal fez operação em dois escritórios da Receita Federal para investigar o acesso irregular a dados do presidente Jair Bolsonaro e de familiares. Segundo o Estadão/Broadcast apurou, foram feitas operações em Vitória (ES) e em Campinas (SP). Foram apreendidos computadores e dois servidores foram ouvidos – um dos servidores é Odilon Ayub Alves, que atua em Vitória.

A sindicância foi aberta em janeiro depois de a Receita ter identificado o acesso irregular. Os servidores – que não são auditores fiscais – não tinham autorização para acessar os dados e, como o sistema é monitorado, acendeu-se um alerta. A investigação concluiu que os servidores não tinham motivação para buscar os dados, que não embasavam nenhum procedimento em curso. Por isso, o órgão abriu sindicância e avisou a PF.

Os dois servidores respondem a processo administrativo. Eles não foram afastados de suas funções, mas foi retirado o acesso que tinham ao sistema.

Em nota, a Receita informou que identificou que dois servidores do órgão acessaram de maneira irregular dados fiscais do presidente Jair Bolsonaro e de integrantes de sua família. A Receita não informou quais integrantes da família Bolsonaro tiveram seus dados acessados.

por Lorenna Rodrigues e Fábio Serapião da Agência Estado