PC  participa de Operação Luz na Infância 4 e cumpre mandados de busca e apreensão

0
111
Um nootebook foi apreendido na casa de um idoso com indícios de armazenar material pornográfico com crianças. FOTO: Divulgação.

A Polícia Civil participou, ontem, da Operação Luz na Infância 4, cumprindo diversos mandados de prisão e de busca e apreensão em todo o Estado. A força-tarefa, coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), envolve polícias civis do Distrito Federal e de 26 estados. Desde as primeiras horas da manhã, as equipes procuraram acusados de crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes, praticados na internet.

Os alvos foram identificados pela Diretoria de Inteligência da Secretaria de Operações Integradas do MJSP, com base em elementos informativos coletados em ambientes virtuais, que apresentavam indícios suficientes de autoria e materialidade delitiva. Esse conhecimento produzido foi repassado às polícias civis – em especial às delegacias de proteção à criança e ao adolescente, e de repressão a crimes informáticos – que, por sua vez, instauraram inquéritos e solicitaram os juízes locais para expedição dos mandados de busca e apreensão.

As ações simultâneas mobilizaram um efetivo de mais de 1500 policiais em todo o país. A ação é decorrente de cooperação mútua entre a Diretoria de Inteligência e a Diretoria de Operações, ambas vinculadas à Secretaria de Operações Integradas do MJSP. Houve também colaboração da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, por meio da Adidância da Polícia de Imigração e Alfândega em Brasília (US Inmigration and Customs Enforcement – ICE), oferecendo cursos e capacitação que subsidiaram as quatro fases da Operação Luz na Infância.

A operação em Governador Valadares

Na cidade, a Polícia Civil, através da Delegacia Especializada em Armas, Munições, Explosivos (DEAME), cumpriu um mandado de busca e apreensão expedido pelo Poder Judiciário desta Comarca, em uma residência localizada no bairro Santa Rita. De acordo com informações repassadas pelo MJSP, o alvo estaria mantendo conteúdo de pornografia infantil.

Durante as diligências na residência do casal de idosos, ambos de 76 anos, os policiais localizaram um notebook e, em rápida busca, encontraram indícios de crime. Sendo assim, o objeto foi recolhido e será encaminhado à Superintendência de Polícia Técnico-Científica (SPTC), para análise, e um inquérito policial foi instaurado para devida apuração. Não houve prisão.