Paulo Maloca é homenageado na Câmara Municipal

0
1061
A entrega da Ordem Municipal do Brasão foi feita no plenário da Câmara Municipal, na sexta-feira, dia 3. Foto: Assessoria Câmara Municipal

A medalha da Ordem Municipal do Brasão foi entregue a Paulo Orlando de Matos, carinhosamente conhecido como Paulo Maloca, na noite da última sexta-feira, 3, na Câmara Municipal. A reunião especial, de autoria dos vereadores Betinho Detetive (PDT), Paulinho Costa (PDT) e Rildo do Hospital (PSL), contou com a presença de diversas autoridades políticas e da segurança pública. Paulo Maloca é investigador aposentado da Polícia Civil de Minas Gerais, onde teve uma brilhante carreira. Já foi vereador, na legislatura 2001/2004, e atua com assessor do Primeiro Departamento Metropolitano da Polícia Civil.

A Ordem Municipal do Brasão é a condecoração máxima oferecida pela Câmara Municipal. Segundo a Lei Orgânica Municipal, a honraria é concedida àqueles que, de algum modo, prestaram relevantes serviços à comunidade.

O amigo e autor da homenagem, vereador Betinho Detetive, comentou sobre a importância do homenageado em Valadares. “Conceder esta homenagem ao Paulo Maloca é uma forma de prestigiar os longos anos de trabalhos incansáveis na nossa cidade. Juntos, temos grandes histórias em Governador Valadares, e, com tudo isso, nos tornamos irmãos. Eu não poderia deixar passar essa oportunidade de agradecê-lo por tudo que fez e faz por Valadares e a nossa Polícia Civil e de entregar a ele essa grande honraria”, comentou.

Paulo Maloca recebendo das mãos do vereador Betinho Detetive (PDT) a comenda Ordem Municipal do Brasão, na noite de sexta-feira (3), na Câmara Municipal. FOTO: Assessoria Câmara Municipal

Para o presidente da Câmara Municipal, Júlio Avelar (PV), a história de Paulo Maloca é repleta de atos corajosos. “A história do Paulinho se mistura com a história de Governador Valadares, principalmente nos anos 70 e 80. Naquela época, ele fazia parte da equipe do delegado Marcos Luís de Paula Soares. Maloca sempre foi um dos detetives mais corajosos que tivemos na nossa região, muito rígido e sério para preservar a segurança pública. Tem muitos mitos sobre sua pessoa, mas prestou serviços com muito orgulho na Polícia Civil, no combate ao crime organizado. Título mais do que merecido”, disse.

História de lutas e conquistas

Perto de completar 35 anos de experiência, Maloca disse, em seu discurso bastante emotivo, na Tribuna Edson Gualberto, na Câmara Municipal, que sempre buscou lutar pela justiça em defesa dos mais necessitados. “Gostaria de agradecer do fundo do meu coração a todos que estiveram presentes nesta homenagem. Eu sou de todos os valadarenses. Minha vida sempre foi marcada por lutas e guerras, legitimidade daquilo em que nós acreditamos, com relação à justiça e a tudo que nos importa com relação à família. Sinto-me honrado em receber a maior comenda da cidade das mãos do meu amigo Betinho Detetive e demais vereadores autores do projeto. Divido esta homenagem com meus companheiros da Polícia Civil, que estiveram comigo ao longo desse tempo, e a toda a minha família”, disse.

Neste fim de semana a comemoração foi dupla. Além de receber a maior comenda municipal, ele fez aniversário ontem, 4. Perguntado sobre sua idade, Maloca brincou: “Eu falo no meu livro, ‘Detetive Paulo Maloca, só os fortes sobrevivem’, que tenho 200 anos. Então, hoje eu completo 201 (risos). O mais importante é que quero comemorar mais um ano de vida ao lado da minha família e dos meus amigos. Em tudo nessa vida Deus tem um plano para nós, e eu agradeço todos os dias por isso. Quero deixar esse legado para meus filhos e netos”, disse.

por Eduardo Lima | eduardolima@drd.com.br