Pagamentos do FGTS começam na sexta-feira

FOTO: Divulgação

A partir desta sexta-feira (13) já estarão liberados os pagamentos até o limite de R$ 500 por conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O pagamento é feito de acordo com o mês de nascimento, e nesta primeira leva poderão sacar os valores aqueles trabalhadores que têm conta na Caixa e nasceram em janeiro, fevereiro, março ou abril. O benefício será pago até 31 de março do ano que vem.

A partir do dia 27 deste mês os recursos referentes ao FGTS estarão disponíveis para clientes da Caixa que fazem aniversário em maio, julho, julho ou agosto. No dia 9 de outubro o dinheiro estará na conta de quem nasceu em setembro, outubro, novembro ou dezembro. O crédito automático só estará disponível para quem abriu conta na Caixa até o dia 24 de julho deste ano – cerca de 33 milhões de trabalhadores, segundo o banco. A Superintendência Regional da Caixa em Governador Valadares deve orientar seus servidores nesta terça-feira quanto à estratégia para atendimento.

Em 18 de outubro o benefício será liberado para quem não é cliente da Caixa e faz aniversário em janeiro. Nascidos em fevereiro recebem a partir de 25 de outubro. Quem faz aniversário em março poderá sacar o benefício em 8 de novembro. Para nascidos em abril, o saque estará disponível a partir de 22 de novembro. O recurso será liberado em 6 de dezembro para quem nasceu em maio. Nascidos em junho poderão sacar a partir de 18 de dezembro. A partir de 10 de janeiro de 2020 o dinheiro será liberado para nascidos em julho. Quem nasce em agosto poderá receber em 17 de janeiro.

Para quem nasceu em setembro, o benefício estará disponível em 25 de janeiro. A partir de 7 de fevereiro os valores serão liberados para quem faz aniversário em outubro. Nascidos em novembro terão direito ao saque garantido a partir de 14 de fevereiro. Aniversariantes em dezembro terão acesso ao benefício em 6 de março.

Para saber os valores disponíveis para o saque, os canais de recebimento e as opções de crédito em conta, é só acessar o site da Caixa e informar número do CPF (Cadastro de Pessoas Físicas), do NIS (Número de Identificação Social), do PIS (Programa de Integração Social) ou do Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) e a data de aniversário. Os saques de até R$ 100 poderão ser realizados em casas lotéricas, com apresentação de documento de identidade original com foto e número do CPF. Será feita a leitura da digital no momento do saque. Para quem possui cartão Cidadão e senha, o saque poderá ser feito nos terminais de autoatendimento, em unidades lotéricas ou correspondentes Caixa Aqui. Quem não tem o cartão Cidadão deve procurar uma agência da Caixa.

Saque aniversário

Outra modalidade de saque, válida para o próximo ano, será o saque aniversário. Os trabalhadores interessados em migrar para essa sistemática poderão comunicar à Caixa, a partir de 1º de outubro de 2019. Ao confirmar esta opção em um dos canais divulgados pelo banco, o trabalhador deixará de efetuar o saque em caso de rescisão de contrato de trabalho.

Quem realizar a mudança só poderá retornar à modalidade anterior após dois anos da data da solicitação à Caixa. Caso o trabalhador não comunique o interesse no tipo de saque, a regra da rescisão será mantida. A decisão de migrar para a modalidade do saque aniversário não anula a multa de 40% em caso de demissão sem justa causa.