“Ora, senhores… Esse governo tem é conteúdo”

278
FOTO:Divulgação

Onyx Lorenzoni (Casa Civil) na cerimônia de comemoração de 200 dias de governo

PDT tem longo histórico de expulsar ‘infiéis’

A suspensão – e possível expulsão – de Tabata Amaral (SP) e outros sete deputados federais do PDT, por serem a favor da reforma da Previdência, é mais um capítulo num longo histórico que o partido tem de se livrar de dissidentes. Também foram expulsos ou suspensos do PDT seis deputados favoráveis ao impeachment de Dilma, em 2016, assim como em 1997, no caso do governador Dante de Oliveira (MT) e de quatro deputados favoráveis à PEC da reeleição de FHC (PSDB).

Senador expulso

O PDT nacional expulsou o senador Temário Mota (RR), em 2017, por ter votado pela PEC do Teto dos Gastos Públicos de Temer (MDB).

Deputado fora

O PDT também expulsou em 2017 o deputado Carlos Eduardo Cadoca (PE), por ter votado a favor da reforma trabalhista do governo Temer.

Hábito autoritário

Principal figura do PDT, o candidato derrotado Ciro Gomes já defendeu a saída de Tabata e dos deputados favoráveis à nova Previdência.

Mandato fica com expulsos

O Tribunal Superior Eleitoral decidiu em 2015 que não cabe ação de perda de cargo eletivo por parte do partido que realiza uma expulsão.

B3/Bovespa e ‘laranja’ são ligadas a falsos dossiês

A distribuição de dossiês falsos contra concorrentes deve render à empresa Tecnobank, que no mercado é considerada suposta “laranja” da B3/Bovespa, e também a esta, processos cíveis e criminais tão pesados quanto as acusações que as descredenciaram no Detran do Paraná, por ordem do Tribunal de Contas do Estado. Tecnobank e B3 estão proibidas de fazer registro de contratos de veículos e gravames.

Banco dos réus

A ligação dessas empresas pode fazer da B3/Bovespa ré em ações movidas pelas vítimas dos dossiês baseados em informações falsas.

Mesmo esquema

O conselheiro Ivan Lelis Bonilha, do TCE do Paraná, caracterizou a Tecnobank e B3/Bovespa como se fossem uma só organização.

Papel de ‘laranja’

Contundente, o conselheiro acusou a B3 e a suposta “laranja” de atuação ilegal no registro de contratos e gravames.

Gravata ideológica

Gustavo Canuto (Desenvolvimento Regional) era a única autoridade de gravata vermelha, ontem, na cerimônia de comemoração dos 200 dias do governo Bolsonaro. Mas a piada do presidente foi com a gravata rosa do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, “que é meu amigo”.

Média de espera

É de 48 dias a média de espera entre a indicação de um embaixador através de mensagem presidencial ao Senado, a análise na comissão de Relações Exteriores e no plenário da Casa, aprovação e publicação do ato no Diário Oficial pela Casa Civil do governo Bolsonaro.

Dos poucos aprovados

A tramitação da nomeação do ex-chanceler de Dilma Antonio Patriota, que teve de trocar a espetacular embaixada brasileira em Roma (Itália) pelo Cairo (Egito), foi das mais rápidas do ano: levou apenas 38 dias.

OAB não é unânime

Pelo menos dois presidentes de Seccionais da Ordem dos Advogados foram contra a decisão da Nacional de pedir afastamento de Dallagnol e Sérgio Moro: Mansour Karmouche (MS) e Ricardo Breier (RS).

Para a eleição

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, atual vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral, vai assumir a Presidência da Corte Eleitoral a partir de março do próximo ano.

PIB promissor

A previsão de crescimento do PIB do Brasil para 2020 caiu de 2,5% para 2,2%, segundo o Ministério da Economia. Ainda assim, será o melhor resultado para o PIB desde 2013, quando cresceu 3%.

Ministra loroteira

Em Tóquio, no G20, a ministra do Meio Ambiente da Alemanha disse ao colega brasileiro que haveria “matança de índios” na Amazônia. Ricardo Salles a desafiou a apontar quantos índios foram mortos nos últimos anos. Ela emudeceu. Descobriu que difunde uma mentira.

Indícios de problemas

A Controladoria-Geral do DF anunciou inspeção na folha de pagamento da empresa pública Novacap. É a maior folha de pagamento do DF (R$ 16 milhões) e tem o maior número de servidores: 2.072. “Existem fortes indícios de problemas”, anunciou o controlador-geral Aldemário Castro.

Pensando bem…

…ainda precisa ser votada em 2º turno na Câmara e em dois turnos no Senado, mas a reforma da Previdência já é considerada página virada.