Onde você busca a felicidade?

Resposta:

Em uma casa maior, num cargo superior, morando em outro local, num carro melhor, em uma nova paixão, etc.

Segundo pesquisas psicológicas, não são esses os caminhos que nos levarão à felicidade. Em comparação ao século passado, nos Estados Unidos o poder de compra em geral triplicou. E a felicidade, também? Não, permaneceu estável.

Outras pesquisas tentam responder. A psicologia positivista aponta que as pessoas mais felizes são aquelas que vivem o presente e no presente. Já os pesquisadores evolucionistas falam de uma capacidade do ser humano de adquirir novos hábitos e se adaptar a novas circunstâncias, mesmo sendo desagradáveis. Outra vertente fala de um conjunto de características de nossa personalidade, pois os acontecimentos nos influenciam somente a curto prazo. São as diferenças genéticas, ou seja, a maneira nova como os genes se unem para formar cada ser humano único, que determina em nosso cérebro um nível basal também único de felicidade.

Uma pesquisa da Universidade da Califórnia revisou os resultados de estudos entre a felicidade e o sucesso. O resultado concluiu que o sucesso está relacionado à felicidade, mas, como consequência, a explicação provável aponta que as pessoas felizes reúnem traços de personalidade que facilitam o sucesso.

Algumas ações que devemos e podemos ter para sentir e construir uma felicidade real dentro de nós são:

– O auto-conhecimento, tanto das nossas qualidades como dos nossos defeitos, procurando trabalhá-los;

– Viver o presente e eliminar o “SE…” de nossa vida;

– Aprender com o passado e deixar ele passar;

– Não nos comparar com ninguém a não ser conosco;

– Ter metas, principalmente a curto e médio prazo;

– Fazer um pouco a cada dia;

– Reservar 1 hora de férias por dia para estar conosco, respirando tranquilamente;

– Estar com a família e amigos;

– Agendar as tarefas de cada dia;

– Tomar atitudes, e fundamentalmente ter PERSISTÊNCIA e FÉ.

A verdade, a respeito das pesquisas sobre a felicidade, não indica nenhum caminho fácil, mas a compreensão de como nossa mente funciona nos ajuda a fazer escolhas melhores sobre como construir e encontrar a nossa felicidade. Parece que Guimarães Rosa tinha razão quando dizia que a verdade e a felicidade não estão nem no começo nem no final, mas na travessia, travessia que é a da vida.

Produção: Sérgio Fonseca